Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tudo de Novo

Ah, Natal, tá chegando de novo. Que momento mais estressante pra mim, confesso. Não gosto de fim de ano e jé escrevi isso uma vez, como um desabafo, e está publicado aqui no Blog. Já foi o tempo que eu gostava desse frisson. Parece que as pessoas de repente enlouquecem, ficam num estado de excitação inexplicável, começam a achar tudo lindo e perfeito, simplesmente porque é Natal.

Todos de repente amam a todos, perdoam, e se preocupam em ser caridosos, choram porque muitos pobres pasam fome e resolvem ir lá, subir aquele morro, para levar uma cesta básica. Ou então, participam daquela mega campanha de arrecadação de brinquedos, juntam a família no fim de semana e se reúnem àquela caravana que vai entregar os brinquedos naquele bairro bem pobrinho, na periferia que durante o ano não pisariam... porque não sobra tempo.

Ah, é Natal. É hora de lotar as lojas e camelôs em busca de presentes. Afinal, "eu tenho meia dúzia de afilhados e não posso deixar o Natal passar em branco para eles". Então, quando é que lembramos dos nossos afilhados ao longo do ano? Pois é, hora de comprar presente para a mãe, pai, irmãos e irmãs, sogra (?), sogro (!), sobrinhos e sobrinhas. Ufa! É muita gente... "Não tem problema, a gente compra uma lembrancinha para cada um na loja de 1,99!!" Só porque é Natal...

Será que alguém se lembra porque o Natal existe, ou melhor, para quê ele foi criado? Acho que é por isso que me cansei. É, cansei dessa correria esfoemada ao comércio para gastos faraônicos com presentes e um consumo absurdo nos supermercados para garantir a comilança desenfreada a que chamam ceia. E o Natal? Cadê?

Há muito tempo deixei de ver algum sentido em tudo isso, aliás, nem sei se algum dia o Natal fez sentido pra mim. Hoje, depois de tudo o que já vivi, li e senti, consigo elaborar uma opinião mais concreta a respeito. Gosto, sim, de estar com minha família na noite de Natal, encontrar sobrinhos e sobrinhas que quase não vejo, é uma festa legal. Só isso. E ainda bem que tenho um filho, ainda criança, que é quem me mobiliza a realizar o Natal. E é isso o que vou fazer agora: enfeitar a casa!

Que venha o Natal! Que venha 2007!!!
Vamos ver como estarei daqui a um ano...
Giovana Damaceno
Enviado por Giovana Damaceno em 21/11/2006
Código do texto: T297227

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Giovana Damaceno
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
106 textos (7954 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:27)
Giovana Damaceno