Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" ARACNÍDIAS HUMANAS"

         

         Segundo os estudiosos , uma espécie de aranha tem um hábito pouco comum ; a  fêmea ,sempre maior em tamanho, após copular com o macho,o mata e o enrola em suas teias. Quando nascem seus filhos, o macho então marido e pai, é simplesmente devorado pelos filhos.
Olhando ao nosso redor, notamos que isto também acontece com os humanos, porem de uma forma  mais arquitetada.
Existem algumas espécies de  mulheres aracnidias ,que quando seu marido é jovem, o cerca de todo cuidado, de carinhos, de ciúmes; troca idéias com as colegas  sobre o  procedimento dos homens, afim de que compreendendo-os possa laçar o marido  de uma forma especial, usando –o quando e como bem desejar.
Objetivando dominar seu homem, o tempo para si torna escasso e muitas vezes até esquece de cuidar de si mesma, mas quando vem o primeiro filho, seu amor que antes era exclusivo ao marido, torna-se dividido entre ela, o marido, e o  filho.
Quando vem o segundo filho (ainda mais se for menina), o seu amor é sub-dividido entre si, o marido, o filho e a filha. Vindo o terceiro filho, novamente este amor torna a ser super dividido e pouco dele resta ao ex- amado.
Chegando a menopausa, e os filhos já crescidos, vem os netos e ai sim, o pouquíssimo amor que ainda restava ao ex-amado, é completamente descartado. Com os problemas gerados pela falta de apetite sexual, causado principalmente pela decadência física, mental e financeira de ambos, (mas somente imputado ao marido), a aranha mãe toma uma atitude única e peculiar.
Arquiteta um futuro macabro para seu marido, e tece-lhe então, uma armadilha indefensável confeccionados com vários fios: fios da  desfeita, do menosprezo;da falta de capacidade, da feiúra, do desleixo, do falido, do ignorante, do oportuno , do barrigudo, do desdentado , do repugnante ,do intruso...
Ainda pouco enrolado nestes fios de alta resistência, o “aranho”  sentenciado dispõe somente de duas opções: Tenta fugir de casa e abandona a aranha mãe com seus filhos, tentando contrariar a lei da natureza, ou fica embaralhando-se cada vez mais nas teias tecidas pela  aranha, e mais enrrolado ainda com os fios tecidos pelos filhos. Enquanto tenta decidir, só lhe resta esperar angustiadamente o momento de sua sentença.
Diante deste quadro macabro , e sem outra saída, uma vez que durante sua vida somente aprendeu a ser“ aranho” , acaba terminantemente derrotado > Neste estágio da vida, a aranha sai de cena e o "aranho" é  mordido e devorado arrasadoramente pelos filhos e netos aracnidios.
Obs.: Enquanto a aranha verdadeira mata o macho imediatamente, a Aracnídia humana prefere  injetar seu veneno lentamente, sem que o infeliz perceba que esta sendo aniquilado.


Roosevelt Luiz de Souza Souza
Enviado por Roosevelt Luiz de Souza Souza em 22/11/2006
Reeditado em 26/11/2006
Código do texto: T298552

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Roosevelt Luiz de Souza Souza
Osasco - São Paulo - Brasil
58 textos (4474 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:51)