Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEPOIS DE UM TEMPO


O amor é uma coisa simples, bonita, alegre, e fácil de compartilhar.
Então porque duas pessoas juntas são tão difíceis de entender?
As pessoas se conhecem ou pensam que se conhecem,
No começo tudo são flores, beijos e muita paixão, noites longas, corpos suados,

Mas com o tempo, tudo se torna diferente,
O casamento é a união de duas pessoas que se amam,
Mas ate que ponto o amor suporta as crises que vem e vão, mas qual o relacionamento que não tem crise?

Vêm os filhos, e com o passar dos anos, são as únicas coisas que lembram, às noites frias que ficaram quentes, que as quentes ferviam, na primavera tinha, flores de todas as cores, e o outono nem lembravam Que as folhas amarelava e caiam,

No começo do casamento tem declaração de amor, poesias, frases “eu te amo”, flores, telefonema no meio do dia para dizer palavras carinhosas,

Com o tempo tudo isso, e, mais se torna um sonho, um passado, que fora um presente inesquecível,

E vai ser um futuro esperado, não é fácil falar de vida a dois, depois de três ou mais anos juntos,
Dividir tudo junto, às vezes não é tão bom, o romantismo vai para longe, são tantos os problemas que esquecem um do outro,

Uma casa para manter, é tantas responsabilidades, filhos, criar ensinar, educar e zelar.
Não é fácil, a tarefa do pai de trazer o mantimento, veste calçado, teto e etc.

Às vezes na sua cabeça, a mulher passa a ser parte de suas obrigações,
A mulher com seu dever, criar, cuidar, limpar, arrumar, passar, cozinhar.
O romantismo acaba e só fica a doce lembrança.
Aquela jovem linda, perfumada, que falava doce e tinha hálito fresco, e sempre estava arrumada e penteada, em boa forma,
Deu lugar a uma senhora que depois de suas gestação se tornou, gorda, desarrumada, não tão cheirosa e o encanto acaba, então o príncipe se ver num lugar estranho, e pergunta, onde esta minha princesa?

Os filhos crescendo os dois juntinhos, velhinhos, são bonitos de falar e escrever, mas não de viver.
Suas juventudes foram embora e quando viram estavam velhos, não aconteceu o que esperava.

Muito amor e prazer dividido, amor e carinho sempre tiveram, pois é fácil dar e receber.
O resto passa ter intervalo longo, e quando fazem amor é raro as vezes que é bom,

E vem a cobrança para si mesma ,onde errei, sou eu a culpada?
Tem defeito em mim?

Porque será que mudei tanto?
Pergunta ao espelho e é triste a realidade,
Aquela linda e doce jovem se tornou uma gorda e velha senhora, que não encanta, mas a seu marido, tudo que eles têm são lembranças, daqueles dias que se encantaram, o olhar, o sorriso, um simples como vai,

O espelho lhe diz que aqueles senhores, são as pessoas jovens que se olhava com desejos,
Quando esses estranhos foram chegados e tomando o lugar daqueles que um dia se amaram com prazer,

Se pudessem voltar ao passado, será que esqueceriam o presente e nunca desejaria o futuro?
Acho que não, pois o tempo passa e aquele casal de jovem nunca vai envelhecer, não um para o outro.
-------------------------------------
Por isso vamos amar enquanto é tempo e esta sempre bonita e cheirosa,
Para quando formos velhos ter aproveitando tudo de bom.
E juntinhos lembrarmo-nos das noites picantes que tivemos.
Aproveite e boa sorte!
ZUCAMEL
Enviado por ZUCAMEL em 24/11/2006
Reeditado em 05/06/2013
Código do texto: T299802
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZUCAMEL
Embu - São Paulo - Brasil
147 textos (37520 leituras)
4 áudios (208 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:50)
ZUCAMEL