Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRA ESCREVER NA PEDRA


Vou lhes contar aqui do meu dia de ontem. Que delícia foi e as coisas boas devem ser registradas. Os momentos ruins costumamos escrever na pedra e os bons na areia. Mas por que não o contrário? Vou escrever na pedra este dia lindo que tive ontem.
A manhã foi tranqüila, cuidei de minha casa com capricho e ouvindo músicas, pois adoro.
Depois preparei algo leve pra comer no almoço e antes de almoçar conversei no MSN um pouquinho com um amigo.
Logo após o almoço meu filho casado apareceu aqui em casa. Veio com aquele sorriso lindo dele que ilumina minha vida inteira. Nos abraçamos, entramos e ficamos a tarde toda papeando, brincando um com o outro. Vimos um DVD da Elis Regina juntos e como curtimos. Incrível como esta geração está descobrindo as coisas. Fizemos comentários a respeito disso.
Ele precisava ir e eu também saí. Fui ao clube nadar um pouco e encontrar os amigos. Ontem eles apareceram em peso lá, pois estava bastante calor e todos estavam aproveitando o final de sexta. Nosso grupo é muito animado e temos um grande entrosamento.
Saindo da piscina ficamos para comer alguma coisa e assistir uma apresentação musical, que por sinal foi ótima.
Outros amigos chegaram e algumas pessoas que estudam comigo apareceram, inclusive duas professoras e um professor. Conversei com todos, brinquei, ri, cantamos juntos e dançamos um pouco.
Dali estendemos pra casa de um casal amigo para comer uma bacalhoada ao forno e ajudei a fritar bolinhos de bacalhau.
Tomei um licor de jabuticaba delicioso feito de frutinhas que tinham vindo da casa de minha mãe. Também cantamos reunidos ali e deixei o local com uma de minhas amigas pra ir a um clube dançar.
Dançamos um pouco. Nós duas estávamos cansadas já e não agüentamos ficar muitas horas como costumamos fazer.
Foi tudo de bom meu dia e uma parte da noite.
Estes momentos deliciosos ninguém nos tira. Não digo que os momentos bons é que devem ser registrados na pedra? Por que a tendência do ser humano é fazer o contrário? Por que gravar a hora da dor? Ela é que devia passar leve. Devia ser mais breve...
A alegria é que deve perdurar.
Sei que muitas vezes, mesmo com a grande tendência que tenho pra o riso, para a alegria, registro um momento doloroso.
Procuro mudar isso, ó, como tento! Mas os poetas, os escritores e compositores precisam registrar tudo. Faz parte. Tudo faz parte.

SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 25/11/2006
Reeditado em 25/03/2011
Código do texto: T301203

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4040 textos (78111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:23)
SONIA DELSIN