Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMANHECE

Quem sabe o dia não amanhecerá. Talvez a noite perdurará com seu séquito de notívagos , misamas e seres. Anoitece aqui e anoitece ali. Os homens se transformam em sombras, em fantasias , em tantas cores  que sequer podemos  imaginar. Caleidoscópio . Os  cheiros confundem , o sexo esta no ar.  Não existe pecado do lado de baixo do meu cobertor. O punguista age, e a onça nunca perde as manchas . A natureza do homem aparece e deita pelas ruelas  e avenidas .A Lua disputa  com a luz  do poste a claridade , enquanto as estrelas  se eclipsam  tímidas, pequenas . A moça se inclina na janela do carro  azul do moço de sorriso branco. Um pouco mais á frente  um casal briga ; um casal briga, outro  se ama outro se mata romanescamente . Infelizes Anas , insones Casanovas , Margaridas sonhadoras . O gordo dono  da bodega  avisa que vai fechar ,ele também é filho de Deus, sua mulher o espera com comida , carinho e contas .A criança pede esmolas  vigiado pelo pai de aluguel. Aféria da semana foi fraca , ele tem que se esforçar . O esforço  do moço na academia que não fecha é só para a moça  que sequer sabe o seu nome .E não falta  gente de nome pomposo  na porta da igreja, no casamento da moça, que ainda não sabe que vai ser deixada no altar. O padre comanda a turba para exigir das autoridades os seus direitos, que foram esquecidos  para o homem que há um ano e mei aguarda sua sentença, que reconhecerá  sua inocência. A mesma inocência  perdida da menina quase sem peito , quase sem tamanho , quase sem sexo  , que brinca com bonecas aguardando o homem que vem trazer brinquedos. Que o menimo não quer porque já tem um que ajuda a resolver os seus problemas  calando desafetos, trazendo dinheiro  que um dia vai  ser gasto  com uma mulher como  aquela que aparece  nas fotos do show de sexo explícito no teatro que já foi um cinema .Onde o pastor grita contra o Diabo  á favor de uma igreja capitalista. Dinheiro pelo bem de sua alma. Que pode existir ou não , na cabeça do gari  que termina de varrer as sujeiras da noite.


Amanhece!    
grotius
Enviado por grotius em 26/11/2006
Código do texto: T301825

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 61 anos
444 textos (16459 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:07)