Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mudar o olhar

Conversávamos sobre as mudanças, cada vez mais rápidas, que vêm acontecendo na área financeira da maioria das pessoas, de algum tempo para cá. Da dificuldade que algumas pessoas sentem em assimilar e administrar o fato de verem, mês a mês, seus salários não serem o suficiente para cobrirem as despesas.
Revoltam-se diante da necessidade de mudarem hábitos, adequarem-se, acostumar-se a abrir mão de coisas que faziam parte de sua vidinha certinha. Já comentei isso em outras crônicas. Fazem comparações e não entendem que amigos com os quais convivem, consigam continuar a bancar as mesmas despesas de sempre.
O que não entendem, ou não desejam ver, é que muitas pessoas não mudam hábitos. Endividam-se, mas não abrem mão de seu status. Rolam dívidas, substituem-nas por outras.
Respondi a uma dessas pessoas, que precisamos mudar o olhar que lançamos sobre o mundo. Isso nem sempre significa ter q mudar as perspectivas.É apenas necessário que adequemos as perspectivas antigas, às peculiaridades desses tempos novos.
Mudar o olhar significa não sermos tão ávidos pelo ter, a qualquer custo. A sermos racionais e desejarmos ter o que realmente necessitamos, não o que trará satisfação aos olhares alheios. Há alguns dias ouvi alguém falar de um amigo que comprou uma moderna TV a plasma. Mas ele não vê TV. Passa o tempo todo contemplando o carnê de pagamento. 24 longos meses de um valor que não quis comentar.
Entristece-me ver revolta no comportamento de pessoas próximas, por não conseguirem acompanhar o nível de vida de antes, enquanto há amigos que parecem não sentirem dificuldades. Talvez esses amigos já tenham mudado sua postura e o queixoso nem percebeu, porque só está vendo as aparências. Porque insiste em olhar com o mesmo olhar, para o lado pior.
É difícil abrirmos mão de coisas que gostamos, mas isso não deveria tirar-nos o sossego. Infelizmente, não somos educados para isso. Só nos educam para as conquistas. E é nosso desejo, mantermos o que conquistamos. E, muitas vezes, dar um passo para trás, é necessário para recuperarmos forças e irmos em frente, com mais fôlego.

Vitoria Lerinha Haubert
Enviado por Vitoria Lerinha Haubert em 27/11/2006
Código do texto: T302407

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vitoria Lerinha Haubert
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
266 textos (18684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:33)
Vitoria Lerinha Haubert