Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INQUIETAÇÕES INFANTIS


Madrugada. Sonhos entrecortados por imagens labirínticas. A inconsciência brinca com a realidade e se esconde em véus difusos. Permaneço deitada em busca do reencontro com o sono quando percebo o caminhar sonolento da pequena na porta do quarto. Uma sombra perdida na noite, uma silhueta quase fantástica.

“Manhê, você também sonhou com o grande quintal e o vespeiro?”

“Não.”

“Ainda bem...”

Com as reticências, voltou para o quarto. Tentei alcançá-la, mas ela já havia dormido. Perdi os labirintos e fiquei com a atenção fixa no grande quintal. Tive dificuldade para encontrá-lo depois de tantos anos em apartamentos com estreitas janelas.

A sintonia da interrupção do sono com as interrogações. Labirintos, quintais e vespeiros... Esperei o despertador afirmar a manhã para perguntar sobre o sonho. Ela demorou a entender o que pretendia com o quintal e o vespeiro, mas quando se lembrou, riu e falou:

“Sonhei que morávamos numa casa com quintal enorme. Estava brincando e derrubei um vespeiro. Fugi dos insetos, mas fiquei com medo de você ter se machucado.”

Prendi a emoção diante de suas palavras. Eu presa em labirintos, entrecortando a noite, e ela me presenteando com os grandes quintais e a sua preocupação.

Existem significados para todos os sonhos, mas não há como mensurar a intensidade de algumas realidades.
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 27/11/2006
Código do texto: T302892
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (790173 leituras)
2 áudios (1258 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:37)
Helena Sut

Site do Escritor