Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A bebida entra..mais a verdade sai

Sabemos que não é nada bonito embebedar-se,ainda mais diante de seus parentes e entes queridos não é verdade.Nas maiorias das vezes bebemos com nossos amigos mais por descontração,e bebemos por que queremos e não por que somos forçados.Também achava que isso seria impossível mais me enganei completamente.
Percebi num dia desses que a bebida é meio assim como um elixir da verdade,é não estou mentido,creio eu,tenho visto namoros,amores,casamentos e muitos rolos acabarem por uma única causa: A bebida.
Numa noite só vi mais de dez pessoas perdendo seus amores,e somente dois me chamaram a atenção,foi a de um casal que se sentaram bem próximos de mim e alguns amigos que ali se embriagavam,sendo que depois de umas vinte doses as coisas começaram a sair de seus eixos:
  -Mulher você acabo comigo...-o rapaz
  -É verdade meu amor.que romântico...-a moça
  -É verdade,desde que nos conhecemos minha vida...
  -Diz meu amor...-a moça em prantos
  -Ta uma desgraça,uma verdadeira merda....
  -Mais com assim meu Deus?
  -É isso mesmo,eu vou te dizer a verdade...-o rapaz em soluços e saltos de voz...
  -Na realidade eu queria comer aquela gostosa da tua prima ta ligada mano...?
  -Eu sabia,eu já sabia,bem que ela queria saber de qualquer modo quem você era naquela noite em que lhe entreguei meu corpo inviolado...-a moça chorando copiosamente
  -Demoro sua baranga,demoro pra você entender...-o rapaz aos risos
De repente ao me dirigir ao acontecimento vimos uma coisa que há muito tempo não acontecia naquele lugar,o desejado barulho:
  -Plact!!!Kadabuuuuuum!!!
O rapaz foi arremessado uns dois metros de onde estava com um tapa que a moça lhe deu e foi ao chão como se fosse uma manga caindo de seu lugar de moradia depois de madura.Pessoas que ali estavam observavam o que se passava com aquele casal,sendo que no mesmo instante as mulheres do recinto levataram-se  como se já tivessem combinadas entre si e começaram a aplaudir,aplausos e mais aplauso se ouvia no lugar.
Bem que me disseram no mesmo dia deste acontecido:
  -Quem fala o que quer....Leva o que não quer...
Fábio Vinícius Alves
Enviado por Fábio Vinícius Alves em 28/11/2006
Código do texto: T303441
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Vinícius Alves
Assis - São Paulo - Brasil, 29 anos
48 textos (1896 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:02)
Fábio Vinícius Alves