Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO DEIXAREI MEMÓRIAS

Morrerei um dia, bem sei. Despedi-me já de meus parentes que já se foram , aguardando , quiçá a minha chegada. Separei-me da pessoa que pouco contato  teve comigo por pouco tempo ou por distâncias, não sei . Não pretendo  deixar memórias, escritos, cartas . A tentação de mentir e criar outra vida  é muito grande que temo começar  mentindo e me enrede de tal forma que acabe não sabendo onde é verdade e onde é mentira. Memórias são relatos que a mente costuma enganar . Por isso nunca os memorialistas foram pecadores , nunca cometeram deslizes , um crime por menor que seja . Servem somente para engrandecer o escritor para os seus pósteros.  Sempre estará em lugares onde nunca esteve , personagem importante ou ocasional  testemunha ocular. Nas memórias todos os homens  são santos. Alguns se arvoram em  redes de família que por um pouco podemos chegar  á Adão e Eva no Paraíso. Não me considero como Lautréamont que disse " Minha poesia  não consistirá em outra coisa  senão em atacar , por todos os meios , o homem , essa besta -fera ,  e o Criador , que não deveria  ter engendrado semelhante inseto". Só escrevo para homenagear Pessoa " o poeta é um fingidor."Que me resolva tão só  minhas mentiras contadas .  
grotius
Enviado por grotius em 28/11/2006
Código do texto: T304284

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 61 anos
444 textos (16466 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:46)