Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRÔNICA DA ALMA SONHADORA

Qual foi o mortal que nunca sonhou, que nunca teve nenhum anseio escondido, alguma inquietação lhe roendo lá por dentro, a vontade de alguma coisa, algum projeto oculto? Quem nunca acalentou nenhum desejo secreto, por menor que fosse?
Podemos sonhar dormindo ou mesmo de olhos abertos. O que importa é que exista o sonho. Ninguém é completo se não tiver a capacidade de sonhar.
Mas é preciso ter cuidado, pois os sonhos não podem dormir em gavetas por muito tempo, senão emboloram e perdem o viço. Ao sonho deve se seguir a ação, a busca de sua realização.
O sonho bem sonhado é aquele que se traz à luz do sol, que se pendura no varal da memória e todo o dia recebe um grãozinho a mais de esperança.
O sonho se parece com uma semente, aquela que já traz desenhada dentro de si toda a programação de folhas, flores e frutos. Como uma semente, se o sonho conseguir um solo favorável poderá um dia germinar e se tornar numa árvore frondosa ou mesmo num grandioso pomar de realizações.
Alguns chamam seus sonhos de projetos de vida.
O sonho é uma forma de ambição positiva, desprovida de ganância. É uma manifestação e um exercício da força de vontade, do querer sincero, vindo de dentro.
O perigo do sonho é quando ele se transforma em ilusão. E a ilusão é filha do desengano, do desalento, da desesperança. Sonho, desespero e desesperança não combinam.
E o tamanho dos sonhos? Existem sonhos grandes, médios, pequenos, de todos os tamanhos. Sonhos pequenos são aqueles mais simples e mais fáceis de se realizar. Os sonhos médios demoram um pouco mais para se concretizar. Os sonhos grandes, os nossos maiores sonhos, podem levar toda uma existência, ou até mais de uma vida para se tornarem realidade. Feche os olhos agora e pense no tamanho dos seus sonhos. Eles terão a grandiosidade que o seu ser desejar.
Os sonhos são a forma de a alma se expandir na direção da expressão criadora. O sonho é a transformação da realidade para além do tempo. O sonho é uma forma de poesia. O sonho é aquela sensação de que podemos ir um pouco mais além e transcender horizontes para além daqueles que os olhos dos simples mortais conseguem enxergar.
O sonho é uma visão vestida de esperança, é uma oportunidade de crescimento, de evolução e de transformação; é a força propulsora que nos faz avançar na direção do aperfeiçoamento.
O sonho é também o melhor caminho para que a gente possa se encontrar com o Criador e se fazer semelhante a Ele.
Precisamos cuidar de nossos sonhos como se estivéssemos cuidando de um belo jardim. Sonhos podem ser como flores e frutos: embelezam, colorem, perfumam e ao mesmo tempo alimentam a nossa existência, fazendo-a mais bonita, agradável e plena.
Que tal fechar os olhos, abrir bem a mente e deixar a alma meditar nos mistérios profundos dessa vida-existência-sonho? Qual é o sonho secreto de sua vida? Pare. Pense. Medite. A própria vida é um sonho de perfeições e de luzes para se alcançar.
Encontre o seu sonho e o cultive: você estará encontrando a si próprio e um jeito pleno de se realizar.
Vamos sonhar?

(José de Castro - Natal/RN – 14/04/04)
José de Castro
Enviado por José de Castro em 29/11/2006
Código do texto: T304927

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José de Castro
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
2254 textos (673534 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:24)
José de Castro