Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEUS ESTARIA MORTO?

REALMENTE MORTO!

Na primeira carta (Deus morreu I) ja demonstrei todo o meu desconforto quanto a relação conflituosa e complexa entre Deus e o homem. Uma relação de amor e ódio. UMA RELAÇÃO ANTROPOMÓRFICA e sem sentido racional. O DEUS PESSOAL (aquele que se relaciona com este mundo terreno)  é irracional.
Gostaria de não ter a difícil tarefa de continuar esta triste história. Mas infelizmente sou o porta-voz desta “má-nova”.
Deus realmente morreu!
E isto independe das suas afirmativas. Das suas convicções. Dos seus dogmas religiosos.
Independe daquilo que você acredita. Daquilo que você defende como verdade ou mesmo regra de fé.
Mesmo que você tente se esforçar ao máximo para encontrar em algum canto perdido uma vírgula, um “til”, um pontinho que venha trazer esperança ao coveiro-de-deus.
 Não adiantará.
Deus a esta altura já agoniza lá no jardim, na graminha fofa, “ao luar do céu profundo”.
É que Ele desta vez foi jogado de algum edifício de alguma cidade grande.
_Mas, calma aí!?
_Ele não tinha asas?!
_É tinha. Mas...
_É que antes Ele estava preso pelas mãos na área de serviço.
_Língua com marcas de torturas, feitas por um alicate de unha.
_Aliás, suas unhas foram tiradas a força, assim como seus dentes.
_Suas pernas tinham sido queimadas com pontas de cigarro.
_Havia muito tempo que não comia nada.
_Desnutrido, cansado, com fome, anêmico, desidratado...
_Ta e as asas?
_Ah; as asas?
_Foram arrancadas e penduradas na sala de troféus. Por isto não conseguiu voar.
_Mas como conseguiram arrancar aquelas asas?
_Não sabes?
_Não.
_Amarraram-na em um cinto de segurança. Depois o arrastaram por mais de sete quilômetros, até que ...
Pobre Deus!
Tão inocente, tão cheio de vida, tão novo e agora tão morto.
É.

Se isto não representa a morte de Deus.
Não sei o que será dos nossos filhos!

A duvida epicurista ainda vive:
"se este Deus quer impedir o mal, e não o faz:
não pode?
se este Deus pode impedir o mal, e não o faz:
não quer?
se não pode, ele é fraco!
se não quer, é maléfico!


Isabella; João Hélio e “menina acorrentada e torturada em Goiânia”


pense filoliveira
 
filoliveira
Enviado por filoliveira em 11/08/2011
Código do texto: T3153227

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
filoliveira
Cabo Frio - Rio de Janeiro - Brasil
110 textos (50109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:32)
filoliveira