Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

_netinhas & netinhos_

Rosa Pena 


Na vida real existem patricinhas e mauricinhos, termo substantivado para definir um tipo não só brasileiro. Internacional .O que "está se achando", o pseudo fodão.
Haja visto o filme, que a tradução era as Patricinhas de Beverly Hills.Então é mundial, pois é um estado de espírito.
Uma "patricinha" só coloca roupas de griffe, mesmo que não tenha o que comer no jantar. Seu "modo maneira", é educadíssimo dentro do politicamente correto das estudantes "recém- saídas da Suíça".Incapaz de dizer um palavrão, bunda é gravura pornográfica, tesão só em grana , possue um arzinho blasé (blaser) para com os passantes, demonstrando estar muito acima, mas muito mesmo, dos meros mortais.
Mauricinho é os espécime masculino da dita cuja acima.
Com a última novela global acredito que surgiram as" paulinhas".( Paulinha, a venenosa de Mulheres Apaixonadas). 

Paulinha faz o tipo daquela pessoa perversa, capaz de pequenas e constantes maldadezinhas. Não comete um crime descarado, apenas fica infernizando a vida dos outros, buscando defeitos e carências alheias, levando os outros a pagarem micos, implicando com a felicidade explícita de alguém, torcendo contra a tudo e todos. Destilando veneno. Só por destilar.
Usa como a personagem da novela, a justificativa para si própria, de ser infeliz e mal resolvida , e se é, como é que alguém pode ser feliz?
Bem, criei os personagens, netinhos & netinhas, filhotes da net, para o mundo virtual.
Trazem as características dos mauricinhos/patricinhas, acrescidos das paulinhas , com a vantagem de não mostrarem a cara. Então deitam e rolam na net.
São os críticos da arte alheia.Pra piorar, não admitem críticas ao trabalho próprio, aliás,
muitas vezes nem fazem nada.
Adoram apenas infernizar poetas, formatadores, leitores alegres ( aliás, alegria para as netinhas/os é intolerável).
Determinam as roupagens dos poemas de acordo com a griffe que são de seu agrado, adoram criar casos, presenciarem fiascos e constrangimentos, torcem pelo time adversário, secam momentos de criação.
Incapazes de vibrarem com o sucesso alheio.
E acham que estão fazendo o gênero VILÃO! 

Não tão não, tadinhos.Fica sim, cristalizado o fracasso afetivo.
Diagnóstico:
-São uns pentelhos!
Implicar com o sucesso e a alegria alheia, não implica necessariamente em sucesso próprio. Implica mesmo em solidão.
Que pena, pois é uma delicia ser a outra parte do quebra- cabeça da união.

2003
livro/Eu & a Net




Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 01/02/2005
Reeditado em 25/10/2008
Código do texto: T3249
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1413360 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (28998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:41)
Rosa Pena

Site do Escritor