Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Emoções"_*Ciúme*_


Ciúme

          Ciúme: um sinal de alerta : "O sempre muito discutido e complexo sentimento de amor sempre é acompanhado de um outro sentimento agregado que é o de cuidado, de zelo para com a pessoa amada. Quem verdadeiramente ama, quem quer bem, cuida para que a pessoa amada se sinta realmente bem, acolhida, querida, respeitada. SINAL DE ALERTA! É uma "luz vermelha" que se acende no painel da vida, indicando que algo está falhando. Seja em um ou no outro, seja na relação, algum "ruído" está denunciado pelo ciúme. Quanto mais intenso e menos controlável, maior o problema. Quanto maior a intensidade desse sentimento, mais estaremos ultrapassando os limites da normalidade, para, aos poucos, podermos ser devorados por uma obsessão capaz de destruir qualquer relacionamento".

(Eduardo Ferreira Santos-médico)

 

          Ciúme é o mal que corroe a alma e desgasta o coração, fazendo-nos frágeis e infelizes. Mal sabendo nós, que assim acontecendo, criamos  obstáculos para um perfeito relacionamento. O amor é um sentimento que nos transforma, devasta nossas incertezas, nossos medos, nossas alucinações. Devemos cuidar da pessoa amada, sim, mas amordaçá-la, aprisioná-la, constrangê-la só prejudica, só destroi, dando lugar à crises, discussões, dúvidas etc...  Porque no ciúme não duvidamos da pessoa amada e, sim, de nós mesmos...

          Ciúme, faca de dois gumes. De um lado a ilusão do proteger, do outro a ferocidade da dúvida. Qual desses lados caminharemos felizes? Porque o amor que não se recosta na certeza, não se reflete na confiança, não se inteira no respeito, cai, sem complacência, nas correntezas da falta de esperança, da falta de lealdade e da falta da felicidade. Se amar é se desesperar, se desgastar, se destruir, não podemos chamá-lo amor, porque amar é benção dos céus, luz do fim do tunel, perfume das flores, brisa das manhãs ensolaradas, luares enlouquecedores, caminhos, estradas, corações repletos de encantamento, clarões de plena felicidade nas nossas almas.

          Amar é viver. É compartilhar belezas, é aglutinar afetos, é acarinhar enternecimentos e prazeres. Estando assim alinhados nesses misteres do amor, estaremos flutuando nas emoções mais puras de sentimento avassalador, no bom sentido, claro, porque avassaladora é a força que, como um ímã, atrae , glorifica e nos coloca num éden de extrema alegria e ventura.

          Fechemos as portas ao ciúme. Deixemos sempre abertas as da confiança, respeito e amparo aos corações sôfregos em conquistar o céu, a terra, o mar e o ar de nossa vida terrena. Vida que nos foi confiada, emprestada, alugada para, mais tarde, as devolvermos ao criador, "Nosso Pai Celestial", nosso condutor da verdade, nosso amparo na dúvida, nosso porto de felicidade, pois Êle nos botou aqui para sermos felizes, desfrutarmos da sua benevolência e paz...

          Beijemos o amor, a nossa escolha de felicidade, de união de afeto, carinho e lealdade. Deixemos de fora, nossas incertezas, nossos sofrimentos, nossas dúvidas...

          Amemos a dois e não nos isolemos a um...

          Que nossas vidas sejam um manancial de plena confiança, de total eqüilíbrio e de exuberante ternura...

          Amemos o amor, sejamos parceiros da real convivência do afeto, da inteira felicidade, que nos ampara, conforta e glorifica...

 

Maria Myriam Freire Peres

Rio de Janeiro, 27 de fevereiro de 2004
Myriam Peres
Enviado por Myriam Peres em 11/07/2005
Código do texto: T32934
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Myriam Peres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 86 anos
473 textos (54612 leituras)
5 e-livros (275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:39)
Myriam Peres