Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abandono

No banco da praça a beira da fonte das águas que jorram uma ilusão quase adulta, ela, a menina que não é mais donzela, ou a donzela que não é mais menina, espera pelo rapaz bem apessoado que conheceu a meses atrás.Impaciente esfrega as mãos, ajeita novamente os cabelos e repete baixinho como uma reza, a notícia que precisa com urgência contar a ele, um segredo entre os dois que agora cresce somente para ela e porque não dizer dentro dela...Uma hora de atraso e as lágrimas começam a rolar, um tique na perna esquerda a faz levantar-se e tenta caminhar um pouco, até que sem ser vista ouve uma conversa, dizendo que o rapaz a quem esperava acaba de pegar o trem para bem longe e não pretende mais voltar aquela cidadezinha.Vira-se para a fonte e molha sua mãozinha trêmula e branca, muito branca por sinal e sai...Caminha até a estação e chora desesperada, segura por um poste que nesse momento a auxilia como se fosse um amigo,e, fica ali estática sem saber o que fazer ou a que rumo tomar e bem lenta, quase congelada deixa seu corpinho franzino cair e senta-se no chão, amassando o seu vestido novo de tafetá a sua esperança e qualquer outra razão que a mande voltar para casa.
ValquiriaCordeiro


ValquíriaCordeiro
Enviado por ValquíriaCordeiro em 14/04/2012
Código do texto: T3612946
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ValquíriaCordeiro
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2095 textos (52839 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:23)
ValquíriaCordeiro