Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...dá pra virar a página?

Eu odeio aquele vidro de pimenta aberto todos os dias sobre a mesa, não suporto mais ouvir simultaneamente "sportv" e o rádio transmitindo futebol, argth!
Queria acordar num outro dia, sem o pesadelo de ter que fazer café e assistir o dia correndo atrás dessas paredes, embora esse azul seja o descanso dos meus olhos.
Esse constante vai e vem dos meus olhos sobre os mesmos papéis me cansa, como me cansa essa visão atrofiada da rua, onde só vejo de relance alguns poucos transeuntes. Acostumei-me aos roncos e buzinas, e às quarta-feiras movimentadas pelos motoqueiros; que salvam meus desejos de beleza com motos que nem de longe posso calcular os valores, mas que aceito na minha calçada para encherem meus olhos de prazer.
Cansei dos meus sapatos intactos, desse pouco chão sob meus pés, cansei de olhar para o teto todos os dias e não ver senão um branco sem graça. Ando enjoada das esperas intermináveis, dos projetos arquivados, dos sonhos amontoados, dos desejos mordidos no travesseiro.
Há tantos vôos que não alço, tantos espaços que só minh'alma conhece, mas as mesmas vozes continuam martelando nos meus ouvidos as mesmas idiotices de sempre.
Queria poder apagar os rituais e os bordões que ecoam da boca de quem quero bem, bem como queria manter à portas fechadas o silêncio que me pertence somente.
Estou farta do IBOPE, do Top, das mil e uma obrigações e da falta de fins de semana. Estou farta da hipocrisia, do riso falso, da inveja diária.
Ah essa rotina etílica que bafeja no meu rosto e arrota agressões, não morre nem que eu faça promessas.
Quero praia, estradas, paixão, vento na cara e um amontoado de tempo pra vadiar.
Cada vez odeio mais o vidro de pimenta aberto sobre a mesa...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 22/07/2005
Código do texto: T36611

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:34)
Angélica Teresa Almstadter