Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APAGÃO (quando escurece muitas coisas podem acontecer...)

Ele e ela na sala de estar, relembrando saudosamente tempos idos, vitorias, tristezas, os sonhos construídos ao longo dos anos. De repente a luz se esvai. Escuridão.

___ Cuidado meu velho, senão você cai, diz ela, toda preocupada.

___ Não se preocupe coração, diz  ele.

___ Como é ruim ficar sem luz, retruca ela, nada reluz. e o tempo passou, passou.Mas de repente, zaz! a luz clareou o ambiente. Ele diz:

___ Já é hora, vamos dormir agora, mas da varanda uma fala chega à sala:

___ Como foi lindo esse escurinho! Era uma voz juvenil, voz da filha queridinha, que estava lá fora, com um risinho maroto nos lábios, e bem agarradinha ao seu garoto, que de pueril nada tinha. Lá dentro, ela diz:

___ Ouviu meu velho, não vi nada de lindo, ainda mais que a menina deve ter batido a canela na ponta fina daquele banco, e olha que já falei prá você tirar aquele banco dali. Ouvi reclamos embaixo da janela, era um tal de ai, ai, ai , ui, oh! Coitada da filhinha, não acredito que dor não deva ter sentido, e tudo por causa deste maldito apagão!.

direitos autorais registrados
Registro Fundação Biblioteca Nacional
Rio de Janeiro/Brasil
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 22/07/2005
Reeditado em 11/11/2009
Código do texto: T36851

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90003 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:25)
ANDRADE JORGE