Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SERES EVOLUÍDOS...SERÁ?

Antigamente, mais precisamente no período da pré-história, o homem era então considerado como ser primata e bruto, isento de raciocínio e quem sabe até de sentimentos.

Passou-se muito tempo desde então e nós hoje, seres racionais, nascemos e crescemos, aprendendo que estamos em crescente evolução e progresso.

Será que realmente apesar de toda essa suposta evolução, ainda hoje não nos deparamos todos os dias, em todos os lugares, jornais, revistas, televisão e muitas vezes até dentro de nossa própria casa com verdadeiros “seres primatas”?

Cansamos de ver pessoas ocupando túneis e pontes frias e escuras como verdadeiras cavernas, tornando-as assim suas casas, simplesmente por não terem onde morar,

Primatas que outrora matavam ou morriam para obterem ou permanecerem no poder, ainda hoje perpetuam esse costume pré-histórico. Outros que antes praticavam a violência física, moral e sexual contra suas parceiras, também no presente, alguns irracionais e brutos tratam suas companheiras como se elas fossem verdadeiros objetos sexuais e também as submetem a estarem sob seus domínios, sem direito a desejos ou vontades. Isso quando não escolhem mulheres desconhecidas e indefesas para serem arrastadas tornando-se suas vítimas sexuais.

Infelizmente ainda hoje, conhecemos também casos de verdadeiros canibais que como no passado matavam e comiam a carne de suas vítimas, mutilando as mesmas e às vezes ateando fogo na sua “própria” espécie.

Enfim, somos realmente um povo evoluído, afinal temos raciocínio e sentimentos, porém, para muitos seres ainda primatas, seria melhor defini-los como sendo um povo evoluído em regressão.
megh
Enviado por megh em 06/08/2005
Código do texto: T40646
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
megh
Carazinho - Rio Grande do Sul - Brasil, 48 anos
13 textos (1342 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:07)
megh