Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amado Sátiro

...por entre árvores e folhas, o silencio total reinava. o medo era grande, até que um som começou a surgir. Bem leve, ao longe, uma doce e suave melodia.
Meu coração disparado começou a aquietar-se e aprocurar pela origem daquele som que aumentava.
Vinha por todos os lados, mas o que eu via era apenas o nada, o abismo...
Foi ficando cada vez mais proximo aquele som tão doce. Foi girando ao meu redor, me deixando tonta, como se estivesse em uma roda...
Minha cabeça rodava e me incomodava cada vez mais. Eu ficava distante e retornava ao meu próprio corpo. Uma enorme confusão estabeleceu-se em meu ser e então, ele apareceu...
Não disse uma palavra, apenas me pegou em seus braços e no meio da interrogação tão grande em que me encontrava, desfaleci e apenas senti quando flutuava entre galhos, folhas e flores.
Me senti amada, me senti querida...
Só sei que naquele entardecer, pela primeira vez, me senti mulher...
Hoje, quando fecho meus olhos, ouço novamente o doce som de seu flautim, debochando da minha criança e me fazendo mulher.
Ah! Doce saudades...
Lucia Vedovello
Enviado por Lucia Vedovello em 08/08/2005
Código do texto: T41203

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Lucia Vedovello). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lucia Vedovello
São Paulo - São Paulo - Brasil, 50 anos
8 textos (755 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:15)
Lucia Vedovello