CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

A PASSAGEM DE PADRE PEDRO NA BARRA DOS COQUEIROS (SE)

Pedro Alves de Oliveira (Padre Pedro) nasceu na cidade de Riachão dos Dantas, em 3 de julho de 1904.Cedo, veio para Aracaju e ao morar na rua Capela tornou-se coroinha por incentivo de sua mãe  que queria vê-lo padre.
O  Cônego Sarapião  Machado foi responsável pela sua entrada no Seminário, devido aos seus esforços nos estudos, veio para cidade da Barra dos Coqueiros lecionar Catecismo com  20 anos de idade. Foi ordenado padre  no dia 8 de dezembro de 1928, no dia  da Nossa Senhora da Conceição. Em Barra dos Coqueiros trabalhou no período de  1949 até 1952, voltando depois no ano de 1959.
Ao chegar na urbe, padre Pedro ensinou o latim ao coroinha da época José Bispo da Cruz(Zé Sacristão)para acompanhá-lo na missa e ainda deu-lhe um livro de presente que se perdeu  por conta de um empréstimo mal sucedido. Segundo  Zé Sacristão  a missa tinha horário determinado( às 19 hora),mas geralmente o pároco chegava adiantado e  iniciava o ato religioso com poucas pessoas e logo depois encerrava .A missa ficava comprometida com o aparecimento do professor José Franklin, quando os dois passavam horas conversando em línguas estrangeiras já que  eram poliglotas .O pároco também frequentava rapidamente a casa de dona Noca (esposa do ex-prefeito  Erasmo Santa Bárbara)  para saborear um cafezinho.
Na cidade da Barra dos Coqueiros o padre Pedro conseguiu comprar a Casa Paroquial com         ajuda de dona Sula, Maria Rosa de Carvalho e Maria de Lourdes Rabelo (dona Pipi), as quais para conseguirem dinheiro  realizavam leilões ,bazares e festas  beneficentes. Se as contribuições fossem boas o padre Pedro retirava dinheiro para distribuir com os pobres da cidade de Aracaju, e com alguns barracoqueirenses  carentes .
Emocionado, José Sacristão nos conta que na  festa de Santa Luzia (a padroeira da   cidade) o professor Franklin tocava o violino , acompanhada por Maria Helena Reis de Moura que tocava harmonia (uma espécie de piano) e cantava  melodiosamente deixando assim  todos os religiosos  encantados. Com seu 75 anos o nosso amigo José Sacristão nos deixou bastante feliz  ao  dar uma aula de latim aprendido nos bons tempos em que Padre Pedro era o seu mestre e pároco da cidade da Barra dos Coqueiros.


Reri Barretto
Enviado por Reri Barretto em 26/02/2013
Código do texto: T4160706
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Reri Barretto
Barra dos Coqueiros - Sergipe - Brasil, 59 anos
217 textos (40632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/07/14 13:23)