CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Melhor idade, idosa, velha e senhora.

Melhor idade, idosa, velha e senhora.
Li uma crônica da nossa amiga Giustina em que ela fala que prefere ser chamada de velha a idosa. Não gosto do termo “velha” pois me lembra de coisa que já saiu do uso e não serve mais para nada. Idosa também é um termo que não me agrada, nem sei o porquê. Prefiro ser chamada de senhora, soa melhor.Para mim, o termo melhor idade também me agrada,  pois estou mesmo vivendo a melhor idade. Estou vivendo a melhor idade da vida por muitos motivos. Não enfrento longas filas de cinemas, de Banco,  museus e outros. Viajo de ônibus e metrô sem pagar. Não estou na idade do Condor como comentou Esther na crônica da Giustina. Tive mais dores na infância e juventude. Aos onze anos fiquei com dores em todas as articulações, só sarei com muitas penicilinas. Na juventude estava quase sempre com dor lombar por trabalhar como datilógrafa e sentada durante todo expediente. Também tinha muitas dores de cabeça. Hoje não tenho mais essas dores, pois não tenho que ficar sentada o dia todo, faço muitos exercícios de alongamento quatro dias por semana e  já li um livro que ajuda como viver bem com a coluna que tenho. Não uso óculos para longe, só para perto. E não tenho mais nenhuma dor de cabeça, pois descobri que tinha isso por comer certos alimentos que não fazem bem como: muito chocolate, abacaxi, banana à noite. Posso comer chocolate e abacaxi com moderação. Hoje posso fazer muitas coisas que não podia fazer na juventude. Por exemplo, posso ler o livro que quero e durante a juventude não podia, pois tinha de ler os livros pedidos pela faculdade e os livros que caiam no vestibular. Não tinha tempo para ler outros livros.
Pensar que não tenho mais que prestar concursos para trabalhar, passar mais tempo estudando, pesquisando, escrevendo, porém sem  pressa, apenas por prazer é muito bom. Por isso gosto da melhor idade, pois só nessa fase da vida faço o que realmente gosto. Na melhor idade damos mais valor as pequenas coisas por saber viver melhor, uma vez que a escola do mundo já nos ensinou muito. Além de tudo isso que me deixa feliz, ainda tenho três filhos e três netinhos para me alegrar sem pensar que sou velha, para eles sou apenas uma vovó que brinca muito com eles.
   
Atiz
Enviado por Atiz em 02/06/2013
Reeditado em 03/06/2013
Código do texto: T4321141
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Atiz
São Paulo - São Paulo - Brasil
645 textos (36629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/04/14 19:28)