Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Suicida sem sucesso

          Pensei: "É a única saída".

     Peguei uma faca e apertei contra o meu peito. Senti uma dor terrível e morri em pouco minutos. No dia seguinte acordei no mesmo lugar em que tinha caído morto, e com um furo no meu peito. Peguei uma corda e me enforquei, morri. Dois dias depois acordei de novo no mesmo lugar que havia me enforcado. Indignado, peguei um revólver e atirei na minha boca... morri. Minutos depois acordei, continuava vivo. Subi num prédio e pulei, morri lá embaixo. Após algumas horas, acordei, vivo ainda. Revoltado, gastei todo meu dinheiro para comprar remédios. Tomei todos sem parar, morri. Horas depois, levantei ainda vivo. Resolvi pegar tuberculose. Estava muito doente, tussindo muito. Tussi tanto que tirei minha bunda pela boca. Morri entalado. Pouco tempo depois percebi que não tinha morrido. Desisti de morrer e preferi viver...morri.
Calor do cão
Enviado por Calor do cão em 22/08/2005
Reeditado em 28/08/2005
Código do texto: T44257
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Calor do cão
Salvador - Bahia - Brasil, 28 anos
127 textos (9777 leituras)
1 e-livros (39 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:46)