Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BEM MAIOR

O BEM MAIOR
 
Qual seria o bem maior desta vida?
- O amor ou a própria vida?
Deus é amor. Por causa desse amor existimos. Ele nos deu vida e nós passamos a possuí-la, isto é, nós a desenvolvemos gradativamente. E ela não pode ser raquítica, mas sim deve ser abundante.
O Pai nos deu dois tipos de vida: natural e espiritual. É importante pararmos e pensarmos como tem sido a nossa vida natural como homem, e nossa vida espiritual como filho.
O amor de Deus foi demonstrado na criação e na cruz, quando nos criou e quando nos redimiu através de Seu Filho. Deus nos deu o essencial – o amor e a vida. A partir daí desenvolvemos o que precisamos, pois nEle temos a segurança do suprimento de todas as coisas.
Para se viver bem precisamos de amor, para se estabelecer os relacionamentos. Estes devem ser regados com a Palavra de Deus, pois só o Senhor preenche os anseios mais profundos do coração humano.
A vida é linda, desde que estejamos sempre enamorados dela, isto é, estejamos motivados para viver. Ela é um suceder contínuo. As pessoas nascem, vivem e morrem. Durante este ciclo evolutivo nós é que fazemos ou pelo menos devemos fazer com que a vida seja o melhor possível, desenvolvendo nosso interesse, também através de  busca e luta permanentes. Cada pessoa é responsável pela sua própria vida, bem ou mal sucedida.
Tudo aconteceu porque houve um idealizador – Deus, que permitiu e continua permitindo os acontecimentos, mas Ele mesmo dá o livre arbítrio, o discernimento, para que todos esses acontecimentos, bons ou ruins, sejam transformados ou não, em bênçãos.
No nosso caminhar precisamos florescer, para dar mais sentido à vida. Mesmo entre pedras, espinhos, intempéries, dificuldades, uma flor pode surgir para alegrar. As dificuldades encontradas pelo caminho, nos ensinam a sermos persistentes e nos permitem crescer. Precisamos estar aceitando o desafio de Deus para manifestarmos a abundância, a riqueza que encontramos nEle. Deus nos chama dos lugares ermos da preocupação e do medo e nos faz lembrar que Ele é o Deus dos nossos ancestrais, é o Deus de hoje e é o Deus do futuro. Ele é eterno. Sua voz é ouvida por todas as gerações com o mesmo poder, propósito e paciência. E é lindo saber que Ele não é velho, mas tão novo quanto o nascer do sol na manhã de cada dia. A medida que abrimos o nosso coração, Deus entra devagarzinho na vida da gente, não porque Ele seja lento, pois Ele não depende do tempo. Ele é eterno. Mas Ele age em cada um de nós de acordo com o que somos. Nós é que somos lentos. Levamos tempo para crescer e atingir a maturidade. Somos lerdos para aceitar as coisas da vida. Temos dificuldades para ver o que está diante de nós. Podemos até ver, mas nem sempre enxergamos. Por causa disso, as bênçãos retardam para chegar até nós.
Dia após dia, Deus nos envolve com seu amor e carinho e aguarda o despertar da nossa consciência para perceber a sua presença. Ele nos chama para si. Para o homem que busca a Deus é fácil encontrá-LO, pois Ele está sempre pronto e aguardando que nos voltemos para Ele. Aleluia !
Se estamos falando de vida, é importante ressaltar que ela precisa estar aquecida, isto é, em atividade. Normalmente nos dias frios as pessoas realizam atividades físicas para se aquecerem. Quanto mais atividade, mais aquecimento. O contrário também é verdadeiro, quanto mais parados, mais frio sentimos e mais frios nos tornamos. A mesma coisa acontece na vida espiritual. Se não praticarmos os exercícios espirituais, facilmente seremos atingidos pela frieza espiritual, indiferença e apatia. A prática da fé, da oração, da leitura da Bíblia, do jejum, da comunhão com os irmãos nos dá aquecimento. A ação e doação em prol dos outros, nos dá firmeza e crescimento na vida cristã.
Como está o clima ao seu redor?
Precisamos estar aquecidos e fazer alguma coisa para não sermos contagiados negativamente.
“Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos” – Não é um dia e outro não. São todos os dias da nossa vida. Nos dias felizes, nos dias tristes, quando estamos sozinhos, quando estamos derrotados, quando somos vitoriosos. Que mais nos dá sentido à vida, se não for a presença de Deus conosco? Ele não nos abandona, não desampara. Mesmo nos momentos de dores Ele está presente para nos ajudar a carregar o nosso fardo e nos dar alívio, o refrigério. Sua presença é marcante e revelada através de tudo que usufruímos cada dia da nossa sobrevivência.
Tudo o que temos é muito importante para nós, a vida, o amor, a família, a saúde, o alimento, a moradia, o vestuário, etc. Mas sem a presença divina nada somos. É ela que nos traz a paz que excede a todo entendimento. Nosso entendimento está compreendido pela capacidade da nossa mente. Ela é muito abrangente, excede todo o nosso ser.
Qual é afinal, o bem maior?
Estar com Ele, na presença dEle, sentindo Ele, creio ser o nosso bem maior. Que possamos estar, sempre, desfrutando da presença do Senhor



Maria Loussa
Enviado por Maria Loussa em 07/09/2005
Código do texto: T48336

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.loussa.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Loussa
Posse - Goiás - Brasil
391 textos (135880 leituras)
5 áudios (370 audições)
4 e-livros (1907 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:49)
Maria Loussa

Site do Escritor