Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 
                                       
O BIRUTA

Ele cumprimentava os vizinhos e estava sempre disposto a ajudar. Quando encontrava uma casca de banana na calçada,era o primeiro a retirá-la para ninguém correr risco. Todo mundo o chamava de biruta. Falava pausadamente e não gesticulava muito quando conversava. Tinha sempre um sorriso nos lábios e um olhar sereno. Não enganava ninguém. Mentira,nem pensar... Troco demais,devolvia. Comia o estritamente necessário. Era uma pessoa simples que se contentava com pouco. Embora não fosse vaidoso,andava muito asseado. Barba feita,cabelo cortado e bigode aparado. Não discutia religião e respeitava opinião alheia. No trabalho era um empregado exemplar. Jamais chegou atrasado ou saiu adiantado. Cumpria fielmente o horário. Embora ganhasse pouco,nunca se revoltou contra o patrão ou botou a culpa no governo. Achava que um dia teria o seu valor reconhecido. Não fumava,não bebia e não desejava a mulher dos outros. Cedia o assento no ônibus para o mais idoso. Mesmo provocado não falava palavrão. Queria ser amigo de todo mundo independentemente da classe social,cor,raça,credo religioso ou nacionalidade. Não maltratava os animais. Uma vez brigou com um carroceiro que maltratava o cavalo e cheio de pancada foi parar no hospital. Não cuspia nem jogava papel no chão. Quando estava de folga gostava de limpar a praia e o jardim da praça. Fazia caridade e visitava os hospitais,asilos e orfanatos. A casa dele era muito modesta. Mas ele não reclamava de nada. Embora solitário,não era uma pessoa triste. Muitos diziam que ele deveria ir para um convento...O fato é que a maioria achava que ele era biruta. Neste mundo de "espertos"... Ele era considerado uma pessoa estranha. Será que ele era biruta mesmo?..
Gladston Salles
Enviado por Gladston Salles em 09/09/2005
Reeditado em 27/07/2017
Código do texto: T48992
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link gladstonsalles.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Gladston Salles
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
112 textos (36493 leituras)
2 e-livros (331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 03:17)

Site do Escritor