Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CRONISTA CRÔNICO                      

Ele diariamente saía 'a rua em busca de fatos novos no cotidiano. Queria ser um cronista excepcional,capaz de provocar discussões no meio literário e incentivar reflexões mais profundas. Apesar das dificuldades,não desanimava e levava a sério o projeto ambicioso. Andava no calçadão de Ipanema,no Largo do Boiadeiro e na favela da Rocinha. Viajava no trem da Central e no Metrô. Puxava conversa com todo mundo. Não tinha nenhum tipo de preconceito. A vida dele transformou-se numa aventura inusitada. Desejava conhecer melhor as pessoas independentemente da classe social,para obter subsídios úteis na elaboração da grande obra literária. O tempo passava e aquele fato original tão sonhado não aparecia. Na procura de novas descobertas,não media esforços e muitas vezes pedia dinheiro emprestado para seguir adiante. Frequentava o "buraco quente" na Mangueira e observava o comportamento das pessoas que transitavam no "buraco do padre" no Engenho Novo. Na hora do "rush" em plena Avenida Rio Branco repentinamente parava para fazer anotações sob o pretexto de não perder o "fio da meada"... 'As vezes ficava vagando em Copacabana até de madrugada. O alvoroço e a mistura de raças no comércio da SAARA o deixava fascinado. Pensava em conquistar a mídia e ser reconhecido como o maior dos cronistas. Almoçava no Restaurante Popular Betinho e toda sexta-feira 'a noite comparecia ao Beco do Sardinha. Prestava atenção nas conversas e procurava assimilar as opiniões de várias correntes de pensamento. Até que exausto e sufocado com tantas idéias e anotações resolveu colocar um ponto final no laborioso projeto. Para espanto geral ele escreveu uma crônica criticando o papel dos críticos literários... Acabou sendo impiedosamente repelido e nunca mais teve outra chance.
Gladston Salles
Enviado por Gladston Salles em 10/09/2005
Reeditado em 27/07/2017
Código do texto: T49214
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link gladstonsalles.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Gladston Salles
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
112 textos (36493 leituras)
2 e-livros (331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 01:01)

Site do Escritor