Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 JOÃO-NINGUÉM                          

Naquele bairro do subúrbio a violência crescia assutadoramente...Os assaltos se repetiam e todo mundo vivia inseguro. João-ninguém,indiferente ao caos reinante,fazia "biscates". Pintava muro,limpava fossa,carregava entulho,enfim
fazia qualquer coisa para ganhar alguns "trocados".Era uma pessoa muito pobre que morava "de favor" na "cabeça de porco" do seu Damião e dependia muito de doações da vizinhança.Quando um morador morria ele era o primeiro a experimentar a roupa do defunto.Sempre que podia tomava umas "pingas" para espantar a tristeza. Dizem que ele foi abandonado na infância... O fato é que pouco se sabia do passado daquele homem extremamente simples que "quebrava o galho" de muita gente. João-ninguém fazia "ponto" na Praça do Tinhorão e tinha as mãos calejadas e aspecto de sofrimento. Apesar de sua desdita,não demonstrava revolta e respeitava as pessoas e os bens alheios.
Devido a atropelamento puxava de uma perna e muitas vezes era alvo de gozação... Certo dia aconteceu um tiroteio entre policiais e traficantes próximo 'a praça onde João-ninguém se encontrava...Foi uma correria geral e uma criança acabou esquecida. Era uma menina de aproximadamente três anos que não sabia o que fazer naquela situação de extremo perigo. João-ninguém,que a tudo assistia,de imediato a abraçou procurando protegê-la...E conseguiu realizar o seu intento,mas pagou com a própria vida.Uma bala perdida o atingiu mortalmente... Muita gente,depois disso,demonstrou arrependimento pelo fato de nunca sequer ter dado bom dia para João-ninguém...
Gladston Salles
Enviado por Gladston Salles em 11/09/2005
Reeditado em 27/07/2017
Código do texto: T49614
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link gladstonsalles.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Gladston Salles
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
112 textos (36517 leituras)
2 e-livros (331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 04:37)

Site do Escritor