Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Galanteador

Uma dona-de-casa estava fazendo um tratamento dentário.
-Meu bem, hoje eu quero que você vá ao dentista comigo. Tem um engraçadinho que, toda vez que eu passo diante daquela casa de chá, que fica ali na esquina, ele me convida para tomar um chazinho.
-Pois, hoje você vai aceitar e, depois, convidá-lo para tomar chá, aqui em casa.
-Você está doido, benzinho?!
-Não e faça o que estou te mandando.
Dito e feito.
-Quer mais um chazinho, seu... Seu...
-Antônio, mas pode me chamar de Tôni. Não, obrigado, estou satisfeito.
-Prove este de maçã. Está uma delícia.
-Obrigado, mesmo. Não agüento beber mais nem um golinho. Estou por aqui de chá. Nunca tomei tanto chá na minha vida.
O marido apareceu na sala, com uma espingarda e esbravejou:
-Agüenta, sim!!! Agora, você vai tomar à força!!! Vamos! Toma mais! Mais! Mais!
O galanteador desfaleceu e o casal chamou um médico, que disse:
-Ele não tem nada grave. Dê um chazinho para ele, que isso passa.


Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 20/09/2005
Código do texto: T52131

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55245 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:48)
Anna Célia