Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E, nada mudou...

Tenho certeza que não sou a única indignada com essa guerra absurda que está acontecendo no mundo. E como eu, milhares de pessoas devem estar se perguntando o porquê de tudo isto. O mundo inteiro está tentando entender e dar conta das razões que levam o governo Bush à guerra no Iraque, desconsiderando o sacrifício de uma guerra para populações inteiras. "O importante é guerrear, dar vazão a estoques gigantescos de armamentos que, de outra forma, não poderiam ser usados, fazer imensas encomendas de novos armamentos, já que os antigos serão consumidos e serão considerados obsoletos. A máquina de guerra poria em marcha a economia do império e este também iria ocupando posições estratégicas pelo resto do mundo. È claro que as razões apresentadas à população norte-americana e outras seriam diferentes: razões humanitárias, destruição de armas perigosas, contenção do terror...". Uns anjos, a lutarem contra os demônios, numa guerra santa! Logo quem! Os que assassinaram 200 mil no Japão? Os que destruíram o Afeganistão? Os que mantém embargo econômico à Cuba há mais de 40 anos? Os que, sob a falácia de combater o narcotráfico, através do Plano Colômbia, pretendem impedir a luta do povo colombiano por sua autodeterminação e ter campo aberto para dominação total da floresta Amazônica? Os que patrocinam o massacre do povo palestino? Os criadores da criatura, hoje por eles caçada como o suposto responsável pelo atentado às duas torres, símbolo do império?
Senhores da guerra, o mundo também sabe que para a guerra contra o Iraque convergem os interesses de dois poderosos grupos norte-americanos: o bélico e o petrolífero e que as razões que levaram o governo Bush à guerra pretendida contra o Iraque teriam de ser dissimuladas, encobertas por outras mais palatáveis aos olhos da comunidade internacional. Surgem, então, " as evidências" apresentadas por baby Bush sobre a existência de armas químicas e de destruição em massa em funcionamento no Iraque.

O mundo, portanto, tem de mostrar o caminho escolhido! Todos nós fazemos parte deste caminho. Nossos passos e ações tem que ter a firmeza de nossas convicções!
Assim, mentes, corações, corpos, pés e mãos à obra!
Todos e todas dando o melhor de si e de suas organizações!

Podemos ser as ferramentas para um novo mundo, sendo cúmplices, como lutadores e lutadoras por um mundo de iguais. Estamos espalhados em todo o mundo, temos que ser firmes e convictos, revolucionariamente CONTRA A GUERRA E PELA PAZ MUNDIAL!

Lutemos pela PAZ então, levantem suas bandeiras, mostrem ao mundo sua indignação. Não vamos deixar que uma minoria capitalista e imperialista determine o rumo de nossas vidas. Digam NÃO A GUERRA!!!

(Agosto/2003)


E, anos depois, nada mudou...
TCarolina
Enviado por TCarolina em 05/10/2005
Código do texto: T57070
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TCarolina
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 41 anos
59 textos (3591 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:11)
TCarolina