Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

- INESQUECÍVEL DIA -

Lembrei-me não sei porque do meu primeiro baile:
Mesmo dia duas primas se casando, eram irmãs.
Triângulo Mineiro, cidade pequena e rica em terras,
Gado, arroz, leite, doces e donzelas.
Minha irmã e eu, doze e onze anos.
Fizeram vestidos para nós: flores azuis um, outro rosas.
Estávamos passando férias na fazenda do vovô,
Meio "desprevinidas"...
Eu, por mim, detestei o meu! A mana, mais "velha",
Mocinha "aprumada". Eu, baixinha, criança sapeca.
Depois da cerimônia, claro, baile de gala:
Clube da cidade, parentada, muitos convidados.
Família tão tradicinal, rural, nos "trinques".
Música ao vivo, eu com meus olhões abertos,
Sentada na mesa da vovó Tóia, balançando as pernocas
Que os pés não chegavam ao chão.
Eis que aparece garboso rapaz e se planta
Na minha frente! ALTÍSSIMO, pés enormes!
Vovó me cutuca: -"O moço quer dançar com você"!
Muito aflita, me vi "dançando" com as pernas dele:
-"É para ficar de pé?"
-"Claro senhorita"!
Fui-me levanto bem devagar:
-"Pronto! E agora?"
-"Agora? Pode se assentar, muito obrigado!"
Foi saindo de fininho à "francesa"!
Quem ADOROU ao saber foi vovô, Padrinho Solé.
Achei-me importantíssima, assunto muito "assuntado"!
Bem feito! Onde já se viu grandão mais assanhado?
Marília Bechara
Enviado por Marília Bechara em 08/10/2005
Código do texto: T57851
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marília Bechara
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
19 textos (1044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:29)
Marília Bechara