Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O EGOISTA


O Egoista

 O dia no trabalho foi por demais cansativo, exaustivo, não tanto pelos múltiplos afazeres mas muito mais pelas apurrinhações surgidas e difíceis de serem contornadas. Final do expediente no Juca's Bar com a presença de todo o corpo cooperativista.  O ambiente era alegre, descontraído e agradável.  O vozeado afogava a música de fundo que se fazia linda. Comentários sobre o futebol pelos pseudo técnicos, crimes ocorridos na madrugada,  fofocas e mulheres. Ah! Mulheres, material indispensável em qualquer reunião, acredito até nas do FMI. A bem da verdade, a pressão que andava para explodir, era reduzida a níveis normais.  Mulher é um santo remédio...  Esta a nossa  ¨ happy hour¨ de cada dia
Já no recesso sacrossanto do lar, a refeição com apenas um prato na mesa, o diálogo com o pensamento relembrava os acontecimentos ocorridos e refletiam a solidão existente. Paulo Coelho diria: Solitário é aquele que olvidou a sua Alma Gêmea ¨. É o egoísta que pensou poder viver numa ilha isolado. Não posso me queixar. Possuo um amigo de verdade e nesta situação, toma uns trancos quando faz merda. O meu Computador que não fala,  COM PUTA.
-  Que lentidão !
Nem bem conectava e já demonstrava sinais de que ia cair.
-  Porra!  - O que está havendo com a placa do Fax Modem?
Na WEB, após navegar por tantos sites, o destino quase sempre era o chat, as salas de bate papo. Conversas algumas interessantes, fofocas, namoros, sexo...  Tudo virtual.  Já imaginaram uma transa virtual? As palavras fluem e o mais importante fica por conta da imaginação. Quanta coisa rola nessas salas com a projeção de imagens eróticas e tudo o mais .
         - Amor! Quer tc comigo?   – De onde tc?  Perguntava.
- Tc de Hiroshima. Respondia.   – Aqui são 02 hs do dia 05.   – Como vai o nosso Brasil?
As minhas salas prediletas eram as que reuniam internáutas com mais de meio século. Como a fossa era grande, porque abordar assuntos nostálgicos para agravar o estado de espírito. Não! Hoje deveria ir para a sala de Temas Livres. Nestas salas o assunto era imprevisível como também os participantes. As idades nos dois sexos variavam de 10 a 60 anos ou mais. Dá para entender que as salas se transformavam num pandemônio infernal. Gritaria, palavrões de todos os calibres, brigas virtuais.
- Da Gatinha Sensual para o Príncipe Igor
- Corno... Filho da puta... Pq não quer tc com..igo? VIA..DOOOOO...
Quando então lidava com rádio transmissão, gostava mais de  "corujar" (ouvir) do que "modular" (falar). Gostava de paquerar a faixa. Na WEB acontece à mesma coisa. Da sala para outra sala, passava a maior parte do tempo vendo os internáutas se comunicarem e assistindo a arruaça dos brotinhos malcriados...
Ao passar por uma gata, deparei com o seu  "nick" (nickname = apelido) SOLITÁRIA TRISTE. Mesmo com a sala cheia, não encontrei dificuldade em me conectar com ela.
-  Gata! Quer tc comigo? Vamos juntar nossas tristezas? Convidei.
A aceitação veio de forma carinhosa, gentil e meiga... Mas dava para perceber que a gata curtia tremenda fossa. O meu estado não era melhor do que o dela. Procurava ainda assim, alegrar o papo.  Vinte e dois anos a sua idade e tc do Rio de Janeiro, de Copacabana aonde também me encontrava. Mesmo sem a ver, a elogiei dizendo-a linda após ela ter feito a sua descrição física. Linda para cá, linda para lá... Aconteceu...
- Amor! Estamos os dois numa tremenda fossa curtindo a solidão.
- Moramos perto um do outro... Ainda não são 23 hs.
- Gostaria de se encontrar comigo agora, aqui perto no Alkazar para nós nos conhecermos e completarmos o nosso assunto?
A resposta foi instantânea !
- Deseja realmente se encontrar comigo? – Quer me conhecer?
- Quer verificar se sou bonita mesmo? – É isto que deseja?
 Não me fiz de rogado...
-  Claro que é... - Já estou descendo as escadas e indo para lá.
-  Espera! Espera!  – Não posso ... - Não posso andar.  Retrucou.
-  Como assim? – Não entendi...  Falei.
-  Sou paraplégica... Ando em cadeira de rodas. – Ainda assim quer sair comigo?
O mundo pareceu desabar na minha cabeça... Que responder? Ir assim mesmo?  Cumprir o convite? Que fazer?  Estava pensando em sexo... e agora?
Tentei enrolar transferindo o horário, o dia...   Ela percebeu.
-  Cara! Estou fora! Tchau!
 
  EGOISTA acima de tudo.

 
 

                                                                     

 
Tino
Enviado por Tino em 12/10/2005
Código do texto: T59038
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tino
Fortaleza - Ceará - Brasil, 89 anos
34 textos (5229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:54)