Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seleção Natural

É preciso beijar a boca do medo; abraçar apertado a dor; amar o abandono e trepar vigorosamente com a solidão para fecundar os mais profundo dos sentimentos que nos levam a tal evolução. Por fim, cair exausto no fosso da própria existência aconchegado na serenidade da paz, sentindo nas reviravoltas das emoções, a compreensão dessa guerra que fora travada entre o que era e o que renasce. Contudo, não serão todos que conhecerão essa sensação de caos ordenando-se dentro de si para surgimento do novo. Qualquer um pode cair nos próprios abismos, mas só os mais fortes é que sobreviverão a si mesmo.
Angelique DuCoundrey
Enviado por Angelique DuCoundrey em 13/10/2017
Código do texto: T6141040
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angelique DuCoundrey
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
405 textos (16826 leituras)
8 áudios (383 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 05:30)
Angelique DuCoundrey