Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DESABAFO
 
          Toda a família me chama de pão-duro e confesso que isso me irrita bastante. Não é verdade. O preço que paguei por esta camisa dá para comprar duas camisetas, com a maior folga. Com o que eu gastei na compra destes sapatos compraria dois pares de sandálias de dedos e ainda sobraria troco. Está certo que uso a mesma camisa durante toda a semana, mas, é só para não dar trabalho à lavadeira, coitada, já com o dever de lavar o meu velho par de meias todos os sábados. O fato de não levar a esposa a jantar fora nos finais de semana nõo é pela despesa, é que o carro está com os quatro pneus carecas e quero protegê-la de sofrer acidentes desnecessários. A filha reclama que jamais conheceu um quarto de hotel, e o que posso fazer? Não sei aonde eles ficam e nem o preço que cobram! Só não mando consertar as três calças puídas nos joelhos porque quero cortá-las e fazer umas bermudas, afinal, o verão já está chegando e sou calorento. Acho descabidas as afirmações acerca do meu pão-durismo, considerando a disponibilidade que sempre tenho de, no final do mês, levar todos à sorveteria e comprar um picolé para cada um, sem distinção. Se ando guardando os palitos de fósforo usados e os que sobram à mesa, é apenas para ter algum estoque de madeira, se algum dia resolver comprar uma churrasqueira usada. Qual é o problema? Se continuarem com tais implicâncias prometo que cortarei o sacrifício da mesada de cinco reais que faço na Poupança de todos eles. Pronto, desabafei!


                                         Bom Jardim - RJ
                                          em 14/11/2017

 
Vitório Sezabar
Enviado por Vitório Sezabar em 14/11/2017
Código do texto: T6171678
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vitório Sezabar
Bom Jardim - Rio de Janeiro - Brasil
626 textos (43762 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/17 14:14)