Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como Falar Sobre Deus.

 Numa dessas madrugadas pesadas, de silêncio, quando o sono vai embora, e a solidão bate forte, e a gente sente que ficou só, não há ninguém ao nosso lado, ninguém para nos ouvir.
Nessas horas chega o medo, as dúvidas, os questionamentos.
Exatamente numa dessas madrugadas solitárias em que eu me encontrava, peguei lápis e papel e pensei em escrever, passar para o papel o que se passava em minha mente. Pus-me a rabiscar sem saber o que escrever. Daí eu pensei: vou escrever sobre Deus. Afinal eu já O conhecia, e não apenas de ouvir falar, mas de algo mais forte, eu já Sentira Deus, já tinha tocado nEle! Já tivera grandes momentos de intimidade com Ele! Tava decidido. Vou escrever sobre Deus.
Novamente comecei a rabiscar. Parei. Me questionei. Como colocar no papel, como eu vejo Deus? Difícil! Logo eu, que sou uma pessoa tão simples, nem letrada eu sou meu Deus! Que pretensão! Como escrever sobre um Ser Perfeito, Absoluto, que tem em Si atributos divinos? Não, eu não saberia. Ah, os atributos de Deus. Como falar sobre o AMOR, por exemplo, o que dizer desse sentimento que Lhe é peculiar, singular, inigualável, único. Que Ele ama de maneira incondicional, sem limites, sem cobranças. AMOR- busca divina do bem maior das criaturas na manifestação de Sua vontade. E sobre a JUSTIÇA de Deus, outro atributo dEle. Como escrever com exatidão sobre a imparcialidade no trato dEle com suas criaturas, na equidade moral de Deus? Não saberia. Ele é a  verdade, nEle não há engano. Tudo concorda, existe coerência com tudo que é representado pelo próprio Deus. Ah,e a LIBERDADE: Ele dá total independência divina as suas criaturas. Somos livres!
E a SANTIDADE de Deus. O que eu poderia escrever sobre a retidão moral de Deus? Me senti completamente impotente. Me calei, e fiquei a imaginar, tentando dimencionar o que representa esse Ser Magnifico. Bem, na minha grande limitação, eu cheguei a seguinte conclusão: eu não poderia,e nem nunca saberia falar ou escrever com precisão sobre o que É A própria ESSÊNCIA DO AMOR, JUSTO e SANTO. E conclui ainda que, não só eu na minha incapacidade, mas ninguém, nem mesmo os eruditos, saberiam falar sobre Deus. Mesmo que juntassem todos os letrados, sábios, grandes pensadores e todos os poetas deste mundo. Se todos eles juntos fossem escrever acerca de Deus, não conseguiriam! Porque não existem palavras nem mentes humanas que possam exprimir DEUS! Como explicar o inexplicável, o perfeito, o divino?
Eu, pessoalmente, nunca saberei. Mas de uma coisa eu sei, que Ele nos ama com peculiaridade! Sei também que tem o Seu rosto voltado para nós! Que nos tem consolado em meio as grandes dores! Ele nos dá a PAZ.
Daí na minha oração eu falei: Perdoa-me Senhor, perdoa-me por ser tão simples. Por não saber falar sobre Ti. Mas Tu Senhor, podes falar pro mundo através de mim, de nós.
Aurinete Alencar
Enviado por Aurinete Alencar em 21/10/2005
Reeditado em 21/10/2005
Código do texto: T61910
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aurinete Alencar
Campina Grande - Paraíba - Brasil
72 textos (6171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:23)
Aurinete Alencar