Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ONDE ESTA A PAZ







Não! Não procures a Paz, debaixo de drapejo de bandeiras brancas.
Muito menos, em palácios de solenes festas e entradas francas.
Nem nos cumes altos, inacessíveis de arrojadas montanhas.
Tão pouco, nos vales floridos, de dimensões tamanhas.

Não! Não procures, a Paz, sob as sombras amigas dos caminhos.
Muito menos, no vôo livre das aves, no cantar dos passarinhos.
Nem na mansidão mais quieta da ovelha.
Tão pouco, no clarão do Sol, na frouxa luz de uma simples centelha.

Não! Não procures a Paz, na canção de acalentar da flauta do pastor.
Muito menos, nos gestos sublimes do mais puro amor.
Nem na tranqüilidade celestial dos lagos.
Tão pouco, nas mãos que tuas faces cubram de afagos.

Não! Não procures a Paz, com profusas palavras em preces contritas.
Muito  menos, em súplicas desesperadas, de entonações aflitas.
Nem no passar sereno d'água à beira do regato manso.
Tão pouco, na faina do trabalho, na praça de descanso.

Não! Não procures a Paz, enquanto teu coração ainda estiver em guerra.
A Paz está no mundo, no Universo, está na Terra.
Mas esta Paz que está em tudo que citei aqui,não é aquela Paz que tu procuras, porque esta Paz, a tua Paz, a tua verdadeira Paz, apenas encontrarás, mesmo só dentro de ti.
Jaubert
Enviado por Jaubert em 24/08/2007
Código do texto: T621316
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jaubert
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
158 textos (6034 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 02:34)
Jaubert