Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Réquiem dos Sonhos

Para alguem que ainda tem esperanças:

Por que agora, essa frase parece surtir tanto efeito em mim?
“Após a tempestade, há uma calmaria... ou vice versa.”
Mas a melhor coisa é saber, que há algo depois.

Não é incrível saber, que quando o dia acaba a noite começa?
E quando a noite acaba, volta o dia!
Nada dura para sempre, é verdade, mas não se preocupe!
Pois voltará a respirar algum dia...

Réquiem dos sonhos, ardor sem fim.
Réquiem dos sonhos, paraíso imoral...
Réquiem dos sonhos, luz do meu caminho.
Réquiem dos sonhos...

Canção da noite, tenebrosa...
Canção dos ventos, inspiradora...
Canção da verdade, impiedosa...
Canção da vida...

Juntando a mente e o corpo em um só.
Assim como eu e você, nos juntando em um só.
Liberta-me e me faz respirar de novo, por favor!
Demonstra toda a alegria de poder ser só teu.

Oh, réquiem dos sonhos! Oh, dama da noite!
Que, no brilho dos teus olhos, poderia perder o brilho dos meus.
Que, com seu encanto, poderia me descontrolar com apenas um gesto.
Darei-lhe o mundo, apenas para dizer que meu mundo é você.

Ardor sem fim, pois, nunca apagará a chama do meu amor por você!
Paraíso imoral, pois apenas em um paraíso imoral poderem realizar todos os meus sonhos...
Luz do meu caminho, pois, acaba com a escuridão do meu ser!

Sublime anjo que purifica minha alma... Obrigado.
Obrigado por existir e me mostrar à verdade.
Obrigado por me ajudar quando eu mais precisava.
Obrigado por me fazer lembrar de quem eu sou.

Tenebrosa, pois, como a noite, possui seus mistérios.
Inspiradora, pois, como a lua e seus segredos, mantém viva a esperança de meu viver.
Impiedosa, pois controla minha existência, e com um simples gesto... Pode ser o meu fim.

Oh, réquiem dos sonhos! Senhora de meu destino!
A partir de hoje, ilumine meu caminho!
A partir de hoje, me mostre à vida!
Dama da noite... Serei seu eternamente, enquanto esse réquiem dos sonhos ecoar em minha alma...
         
                                                      Leirbag Beouve  22/7/07
Gabriel Prado
Enviado por Gabriel Prado em 25/08/2007
Código do texto: T623416
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gabriel Prado
Santo André - São Paulo - Brasil, 26 anos
49 textos (2408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:50)