Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Santificado Seja o Vosso Nome

Santificado Seja o Vosso Nome

Estou esperando em minha cela fria
quando o sino começa a tocar
Reflito sobre minha vida passada,
não tenho muito tempo
Pois às 5 em ponto eles me levarão para a forca
As areias do tempo para mim estão acabando...

Quando o padre vem ler para mim os ritos finais
Eu dou uma olhada através das grades
para as últimas visões de um mundo
que foi muito errado para mim
Será que pode ter havido algum tipo de erro
Difícil controlar o terror que me vence
Será realmente o fim e não um sonho louco?

Alguém por favor me diga que eu estou sonhando
Não é tão fácil parar de gritar
Mas as palavras me escapam quando eu tento falar
Lágrimas rolam, mas porque estou chorando
Afinal eu não tenho medo de morrer
Não acredito que nunca há um fim?

Enquanto os guardas me conduzem ao pátio
Alguém grita de uma cela "Deus esteja com você"
Se existe um Deus porque ele me deixa morrer?

A medida que ando minha vida passa diante de meus
olhos
E quando penso que o fim se aproxima não me arrependo

Guarde minha alma, pois ela está prestes a voar

Escreva minhas palavras, acredite, minha alma ainda
vive
Por favor não se preocupe agora que eu fui
Eu fui ao além para ver a verdade
Quando você sabe que seu tempo está contado
talvez então você comece a entender
Que a vida aqui embaixo é apenas uma estranha ilusão

Santificado Seja o Vosso Nome

                                                       
Gabriel Prado
Enviado por Gabriel Prado em 26/08/2007
Código do texto: T625001
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gabriel Prado
Santo André - São Paulo - Brasil, 26 anos
49 textos (2408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 04:45)