Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viagem

Pressiono o botão e a luz se acende. Alguns tantos minutos que me impacientam e ouço o som familiar. É ele que se aproxima.

Inquieta, fico só imaginando:  “O que será que ele trará?  Quem virá com ele?”

Torço para que venha sozinho. Justamente hoje não tenho vontade de olhar para ninguém, quem dirá conversar.

Estou atrasada, com pressa, e ele, como sempre, deve estar fazendo hora com alguém em algum lugar.

Ele chega!

Abro a porta de supetão e vistorio rapidamente seu interior. Com certeza não é meu dia de sorte, pois ali já instaladas estão outras três
pessoas.

Entro meio constrangida.  Os olhares que recebo tampouco são mais efusivos.

Depois de um rápido cumprimento e uma leve contração de músculos num arremedo de sorriso, creio eu, posiciono-me para a empreitada.

Porta fechada, cada qual se concentra em alguma coisa.  Eu ponho-me a admirar os botões de controle como se os visse pela primeira vez. Meus companheiros de viagem, absortos, dedicam-se a atividades inadiáveis também: conferem a limpeza das unhas, observam os pés e o mais inusitado de todos finge assobiar olhando nervosamente para os lados.

Por sorte não há outras paradas pelo caminho, mas mesmo assim tem-se a impressão de que a viagem dura uma eternidade.

Finalmente chegamos.

O passageiro mais próximo da porta atira-se em direção a ela, como se lhe faltasse o ar. Todos o seguem, cada qual mais apressado que o outro.  Despedidas rápidas, quase imperceptíveis, um leve entreabrir de lábios...e estão todos fora.

Com um suspiro de alívio e um sorriso irônico também me ponho a caminho, mas não sem antes dispensar um olhar de relance e um sorriso irônico ao bando de vizinhos obrigados a essa dura convivência num claustrofóbico elevador.

vera abi saber
Enviado por vera abi saber em 10/03/2005
Reeditado em 10/03/2005
Código do texto: T6253
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
vera abi saber
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
118 textos (18148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 04:01)
vera abi saber