Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Futilidade em Alta

Internet, maquiagem boa aparência, beleza, shopping, celular, marcas famosas... Dinheiro!
Todos estes termos são comuns e indispensáveis á atualidade, em especial aos jovens, classe esta mais adepta as mudanças e evoluções, termos estes, nem tão importante e até mesmo inexistentes há tempos atrás (excluso o dinheiro, desde sempre e eternamente existente), mas como já citei e outras edições: evoluímos, e todas estas coisas surgiram. Como toda novidade,a internet, aparelho celular, , acessórios para boa aparência, tem o lado positivo e o lado negativo, nos auxilia de modo prático em meio ao caos do mundo moderno, mas nos faz esquecer que não dependemos disso pra viver, nos faz esquecer dos primórdios como seres humanos. São as ditas futilidades, que nos condenam a uma pena perpétua de dependência. Nos dias atuais vale o velho ditado: “A primeira impressão é a que fica” (principalmente se esta impressão for de acordo com o desejo daquele que vê). Monopolizada pelo materialismo, a maioria julga seu próximo pela boa primeira vista, pelo que veste, pelo que tem, pelo externo, e não pelo que realmente é. E as coisas ficam cada vez piores, a evolução só traz benefícios para o lado da tecnologia, no contexto moral, psicológico o circulo se fecha, e diminui cada vez mais o intelecto das pessoas, porque o cérebro tem limites, e vai sobrepondo estes supérfluos no lugar das essencialidades. Quem se cuida, se preserva de alguma forma, consegue acompanhar estes movimentos sem esquecer da humildade, da humanidade. E o adolescente é a classe mais afetada, devido á falta de maturidade, a involuntária procura de personalidade, basta então adaptar-se ao comportamento dos demais, seguir os conceitos ditados pela massa, e assim sendo mais um na multidão, seguindo o cosmopolita para não ser alvo do preconceito, nem tachado como “careta”. Mesmo que no fundo de seus ideais não lhe caiba um pensamento materialista, segue-se esta realidade para não ser excluso de seu circulo social. A mídia também manda muito, a propaganda mais convincente ganha o cliente, e para conquistar por meio da publicidade as empresas ao medem esforços, nem cifras, apelam ao máximo para obter o sucesso almejado. A grande estratégia é fazer o cliente se sentir especial, único, para então este envolver a marca em sua vida. E ainda falando em mídia, quem depende de aparência e talento para trabalhar, também é vítima da futilidade, o talento não é mais insubstituível, se você tem talento e beleza, tudo bem, perfeito, mas se você tem talento, e não tem beleza... Sinto muito, o segundo plano, e o resto é o que lhe resta. A realidade é que você é o que você tem. Os pensamentos e propósitos de nossos antepassados estão quase extintos, os receios, maus indícios e dúvidas como: tomar banho depois de uma refeição, tomar leite e comer manga, água com açúcar, não são mais dúvidas, meras crendices,e a ingenuidade, a infantilidade se perde cada vez mais cedo. O essencial “papo cabeça” não é mais essencial, seu Q.I. pode ser de uma azeitona, mas portando bons pertences, você é inteligente. A tecnologia e o mundo material abrangem-se porque são simples, mas a personalidade, a mente humana é complexa e leva tempo pra mudar e/ou evoluir, por isso é tão importante, e não fosse ela, nenhuma destas outras coisas citadas existiriam. Nos compete então a moderação, o controle, para que possamos ganhar a vida com auxilio da futilidade, não ela nos ganhar!
Douglas Tedesco
Enviado por Douglas Tedesco em 28/08/2007
Código do texto: T627868
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Tedesco
Tijucas - Santa Catarina - Brasil
319 textos (57071 leituras)
35 áudios (2920 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:43)
Douglas Tedesco