Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lua

Minha companheira das manhãs.
Desnuda, pequena, redonda.
Curva sutil, docemente azulada.
Quantas vezes fizemos companhia
um ao outro.
Todos os dias eu renasço prá vida
em busca de um amor
e me consolo quando te vejo
nessa solidão distante.
Eu te namoro.
Hoje de manhã você me surpreendeu.
Te vi invadida.
Tocada.
Te vi ardendo com o sol.
Te vi parcialmente coberta em eclipse.
Possuída...
Fazendo amor...
Eu continuo...
Augusto Servano Rodrigues
Enviado por Augusto Servano Rodrigues em 28/08/2007
Reeditado em 29/08/2007
Código do texto: T628155

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto Servano Rodrigues
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
156 textos (50588 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:27)
Augusto Servano Rodrigues