Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LUA

Talvez não exista nada mais distante que a lua. Alta e envolta em céu azul. Intangível e tão distante, para a maioria de nós, mas nem tanto assim...Confesso que desde que comecei a cortar o cabelo pelo calendário lunar a queda diminuiu e toda vez em que troco um dialogo telepático, a lua me responde em forma de poesia, com seu reflexo de prata.

A lua será sempre aquela dos poetas e dos apaixonados, como um amor platônico, cultivado através das lendas e que atravessa séculos, imprimindo magia na vida tão real, feito signo de fé astrológica.

Particularmente, hoje a lua me pareceu mais próxima, lá estava ela sobre o edifício mais alto, soberana e resplandecente, na sua melhor forma. Ela acompanha a paisagem noturna, vela pelo sono de tantos e nos recebe sem distinção, senhora suprema do céu.

A lua é o grande símbolo da justiça e da paz universal, pois contempla a visão de todos os povos e nos abriga com seu fascínio distante, sobretudo aos que lhe conferem tempo para apreciar a sua beleza translúcida.

 Quantas promessas em torno da lua, muitas cumpridas e outras nem tanto, afinal, em madrugadas solitárias, ela é a companhia das insônias e de caladas angustias.

A lua é a grande psicóloga, pois entende nossos prantos e não nos faz exigências e timidamente desaparece no primeiro raiar do sol, mas logo à noite, surge de novo, como se viesse nos visitar e voltasse a nos sorrir. A lua é definitivamente inspiradora, a música celeste que embala nossos sonhos, feito som de harpas angelicais, tecida sob finas rendas celestes.

Não é à toa que dizem que muitos têm a cabeça na lua, afinal é através da contemplação que surgem as grandes idéias, mola mestra para a evolução da humanidade, que permitiu a chegada do homem até lá.

Quantos versos serão escritos e quantas tintas serão gastas nas mãos do pintor como tributo a ela? Lua sempre lua. O diamante do céu que brilha sem mácula, que canta sem voz e voa pelas asas noturnas de nossa secreta imaginação.

                                       



pássaro poeta
Enviado por pássaro poeta em 28/08/2007
Código do texto: T628285

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pássaro poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
613 textos (103477 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:30)
pássaro poeta