Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando não há verdade.

O que eu tenho mais visto recentemente é o uso da palavra "Te amo" como se fosse um "olá".
Era tão bom a um tempo atrás.. aquele friozinho na barriga ao ouvir eu te amo, de uma pessoa que realmente nos amasse. Era tão bom, e tão raro ouvir essa frase, as pessoas pensavam antes de dizer, e as vezes pensavam tanto que nem diziam, eram ensaidas mil vezes de mil maneiras, e no final não passava de uma PEQUENA frase( SHIU, mas ninguém sabia..até que alguém descubriu, e depois outros alguens, e fulanos e tal e por ai vai).
Hoje em dia o que eu escuto da pessoa que eu amo, todas as "amiguinhas" dele já ouviram. É realmente complicado confiar em alguém a dividir segredos, a investir de verdade e acreditar que pode nos propocionar felicidade, sempre tem aquela desconfiança de ambas partes.
O amor é uma coisa tão bonita..acho que não deveria ser tratado apenas como uma simples palavra do dia a dia. Vai chegar um dia que nós iremos mais saber diferenciar um ' te amo ' de um ' te odeio',  com tanta falsidade a todo o redor. Você olha para o lado a madame acaba de sair do cabelereiro com a amiga e o namorado da amiga, quando você chega a noite e vai num restaurante qualquer, lá está a mesma SR. mas com o namorado da amiga apenas, e de mãos dadas. Agora me diz, dá pra colocar a mão no fogo por alguém? Dá pra se ter amigo de verdade? Não dá não! Chegamos ao ponto que ninguém é sincero com ninguém, que a sua melhor amiga que diz 'ser sua melhor amiga', arma contra você, só te ponhe em roubadas. E o seu grande amor, quando você resolve deixa-lo mais feliz, quando você tenta demonstrar tudo que você sente, ele parece feliz na hora do amor, e depois parece ser tão frio, que mal olha na tua cara, logo depois vira para o outro lado da cama, e vai dormir sem ao menos dizer 'boa noite!', quando ele já nem te liga mais, e as flores de 'bom dia flor do dia' acampanhado de 'você está tão linda hoje', já nem espera ouvir isso novamente dele.
E ai tu tenta enxergar outra pessoa, tu fingi se preencher com o vázio que hoje é o corpo dele junto do teu. Evita ouvir a frase: ' Nunca vai voltar a ser como era antes'. Tenta achar o minímo amor que há entre vocês( tudo bem, você não achou), e diz coisas do tipo: 'esse sentimento só tem a crescer', quando sabe.. que ele já cresceu e já diminuiu até desaparecer, até morrer para sempre, e tu não podera resuicita-lo, nem mesmo os gestos mais doce, acordaria mais uma vez esse sentimento que um existiu em tu, nele, em vocês.
O amor chega ao fim, sempre chega, quanto maior for o amor, menos ele tende a durar.
No futuro eu me vejo com um cara que eu não amo, com amigas que não estão quando mais preciso, e todo dia de noite ao dormir,  encostar a cabeça no travesseiro e chorar, pelo o amor que eu nunca vou encontrar.
Andréia Cruz
Enviado por Andréia Cruz em 31/08/2007
Reeditado em 31/08/2007
Código do texto: T632241
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andréia Cruz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 24 anos
158 textos (7019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:24)
Andréia Cruz