Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidor

A solidão me abraça como um casaco de pele em dias frios. Sinto-me aconchegado a ela, sinto-me protegido, sinto-me só. Só. E dói. A solidão dói como esmagamento de membros, é dor de canal de dente tocado pela broca do dentista. Ela abraça como se nunca mais fosse embora, ela entra nos poros, corrompe a alma e se aloja no coração. Mas eu estou no coração da cidade! Aqui pulsa o mundo! Aqui pululam pessoas, as quais esbarram-se em mim, empurram-me, pisam-me o pé... por quê? Por que então me sinto tão só? Só, no meio da multidão? Isso é um paradoxo!        
Jarbas J Silva
Enviado por Jarbas J Silva em 08/09/2007
Código do texto: T643304

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Jarbas J Silva
Curitiba - Paraná - Brasil, 59 anos
26 textos (1407 leituras)
6 áudios (133 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 18:21)
Jarbas J Silva

Site do Escritor