Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Curvas"

Era uma semana triste e eu sentia saudades... Sentia como se não houvesse nada ao meu lado, um vazio...
Eu tinha medo e sentia frio por estar assim, mas permaneci calado.
E ali por perto, eram pessoas que eu via. Pessoas que traziam suas maneiras, e me queriam lembrar do passado, que eu temesse o presente e negasse o futuro, negasse tudo que havia escolhido.
Então, chegou um dia em que estava por aí, a espairecer de minhas dúvidas. Pus o corpo sentado numa cadeira, levei o braço ao alto e disse: Garçom! Uma para mim, por favor.
E do copo, o conteúdo levei a boca e tragando pensei: "que sensação estranha". Era uma ausência de mim mesmo que havia ali.
Foi ai que uma jovem apareceu. Moça nova, jeito simples, daquelas que sorriem constantemente (talvez porque a vida lhe fora leve, ou ainda, por não saber que até mesmo os sorrisos têm hora pra acontecer, que não podem ser jogados assim, pois perdem o cintilo).
Aquele rosto se fez penetrar minha mente, tentando me atrair para si. Chegou a procurar-me com os olhos, talvez tentando se apresentar àquele corpo que vazio ali estava.
Eu me levantei, abandonando meu posto de freguês e, num segundo, defini uma rota em sentido aquele olhar, como se houvesse sido sugado pela imagem daquele rosto gentil.
Foi então que o percurso de alguns metros (e vários dilemas) se transformou numa caminhada certa e feliz. Eu agora era pleno de minhas querências e satisfeito por realizar o caminho. Não porque ele pudesse me proporcionar uma nova história, novos desejos, e sim porque era fato que tudo que sempre quis já estava em mim.
E em mim já havia exato que nesse caminho havia uma curva, a melhor de todas elas, que me trouxe muitas alegrias e me deu felicidades, corrompeu minhas tristezas e ressalvou minhas vaidades...
Joana e suas curvas... Minha curva.

                                                     (Bruno Mariano Cavina)
Bruno Mariano
Enviado por Bruno Mariano em 11/09/2007
Reeditado em 21/07/2009
Código do texto: T647163
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Mariano
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 34 anos
63 textos (2796 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:11)
Bruno Mariano