Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gênese

   O dia clareou. Para caso de parto ela usava um santo. Para aplacar o medo durante as dores.  Por sorte clareava o dia. O fato de ganhar filho durante a aurora, disse a parteira, representava um primeiro auxílio.
   Sentiu as dores. Teve medo. Tinha acesa a vela.  A parteira Florência morava  na vila. Chegava sem aviso porta adentro como aparição desejada. Ela acordou o Mangabeira ressonando gordalhudo  numa espécie de segunda inocência. Tossiu alto e ele acordou  assustado. O que era de se esperar de  funcionário público diante da mulher concebendo.
   - Chegou à hora!
   Florência cumpria seu ofício de parteira natural da região. Quando nascia direitinho ela ainda cismava. Havia duas esperas. Do filho e da frase de Florência. Se nascesse mal ela dizia: vai cedo embora. Cruel.  Muitas vezes ia o pequeno ataúde pela rua em lamento de alma preconcebida. Ficava feliz quando  o pai da criança andava por perto e assistisse o filho nascendo. Muito agrupamento, dizia, fazia mal.
   - E se o filho nascesse ajoelhado?
   Era em seus olhos o consolo.
   - Esse vai nascer e crescer bezerrão...
    Enquanto vinha ao mundo passou pela cabeça de Maria Alice uma porção de situações esquisitas. Triste é parto sozinho, resmungou Florência, deitando a criança no colo dela.  No momento em que se derretia de  faceirice maternal.
    Vinte anos se passaram do nascimento de Manuel Olenhos, legítimo filho de Mangabeira com Maria  Alice  pelas mãos de Florência.    No dia do seu  vigésimo aniversário  foram visitar a parteira Florência no Posto de Saúde do lugar. Há tantos hospitais pobres no país, na América e  no mundo! Florência partejou  todos. Partejou doutor e  joão-ninguém. O prefeito nascera dos seus trabalhos. Nela era regime de igualdade.
     Faleceu numa noite de lua mixuruca. Uma lua como ela, que não cobrava nada.

Tércio Ricardo Kneip
Enviado por Tércio Ricardo Kneip em 11/09/2007
Reeditado em 30/10/2010
Código do texto: T647896
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Poupança Caixa 01300004936-1 ag.0693 SVP. Doe já 0 .10 cent.) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tércio Ricardo Kneip
Santa Vitória do Palmar - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
1630 textos (61366 leituras)
2 áudios (78 audições)
1 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 09:34)
Tércio Ricardo Kneip