Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A TRANSFORMAÇÃO DO POETA



Nas doces notas da lira, inspirava-se o poeta;
Muito mais que um artista, era ele um esteta.
Seus versos tão lindo que a todos escantavam,
Somente falavam em dores,jamais o amor exaltavam.

Estava o poeta um dia , à beira do lago, sentado.
Em seus pensamentos surgia a imagem do encantado
Mundo dos sonhos da criança e do velho,
E sem sentir pôs-se a meditar sobre o Evangelho.

Surgiu em seu coração o desejo de rezar!
Mas somente conhecia a que ouvira ensinar
A mestra aos alunos na velha escola primária:
Uma oração pequena, para ele coisa secundária.

Entaão, baixinho, em surdina,
Ele disse a oração pequenina:
Pai Nosso que estais nos céus,
Santificado seja o vosso nome....

Logo sorrindo disse: nem sei Seu sobrenome!
Somente sei que é Jesus de Nazaré,
E não encontro a razão dos homens nEle ter fé.

Era um simples carpinteiro,
Nem era formado,engenheiro.
Médico, artista ou escritor.
Por que O chamam - grande Instrutor?

De repente viu surgir diante de si uma Luz!
Quase não podia enxergar, vagamente via uma cruz!
E eis que de relance, compreendeu enfim,
Por que toda a humanidade O chamava assim.

Ele apareceu sorrindo e cheio de amor,
Sentindo então o poeta, de perto o Seu calor.
Esquecido que não sabia Seu sobrenome
Chamou-O logo de Jesus, só pelo nome!

E os seus versos agora,
Não tem a rima de outrora,
Só falam de amor e paz,
Pois nas suas rima traz
O que com o seu pendor,
Jamais vira ou sentira:
A grande força do amor
Que aos homens tudo inspira.

Jaubert
Enviado por Jaubert em 13/09/2007
Código do texto: T650311
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jaubert
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
158 textos (6034 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 16:03)
Jaubert