Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A INTIMIDADE


A INTIMIDADE

“O culto a nossa intimidade deve ser praticado na sucessão de nossos dias como um potencial a ser desenvolvido para promover a clareza de idéias e de expressão, a percepção dos sentimentos e as emoções. Ela está aqui em nós. Se quisermos, ela pode ser tão familiar quanto é familiar o sono, a respiração, os pensamentos mais estreitos”. Buscando a luz não amaldiçoe a sombra. Existem no mundo muitas pessoas que gostam de sombra e água fresca. Palavra que deriva de íntimo + -(i) dade; significa a qualidade de íntimo, vida íntima; vida particular ou trato íntimo. É uma indagação que nos parece de difícil resposta: de quem devemos ser íntimos? Deixa a resposta com os leitores. Normalmente quando oramos ou rezados devemos fazer intimamente. Esse intimamente significa que a fé deve brotar da nossa introspecção, do nosso íntimo. A intimidade não significa ‘complexo de inferioridade’.  Esse complexo é a raiz da inferioridade, é o vazio existencial que sentimos quando não somos aceitos pelos outros. Por isso, damos a mãos alheias o poder de decidir nossos caminhos e renunciamos inconscientemente à nossa capacidade natural de conduzir a própria vida. Intimidade não significa amparo nem dependência, afago seria a sinonímia mais bem empregada para a intimidade. Somos nós os escolhedores de nossa conduta e os íntimos também.
 Nunca devemos nos aliar a alguém com finalidade perversa e vingativa, pois a dependência criada nesse tipo de cumplicidade pode nos acarretar prejuízos de toda sorte, aprisionando-nos à tramóia, enroladas, enganações por tempo indeterminado. Toda intimidade é benfazeja? Talvez sim, talvez não. A esperança é o estimulo com que a Divina Providência marcou o crescimento e a elevação da vida. A luz do conhecimento é o poder da visão e da análise com que todas as criaturas estão dotadas da faculdade de discernir. Intimidade tem haver com sexualidade? Na maioria das vezes, sim. Afirmam os estudiosos ser a intimidade decente e indecente.  Pode afirmar que o sexo é uma busca pela intimidade. Outras definições podem ser dadas para a intimidade variando de pessoas para pessoa, podendo ser a intimidade complexa, uma vez que seus significados variam de relacionamento para relacionamento, e dentro de um mesmo relacionamento ao longo do tempo. Em alguns relacionamentos, a intimidade está ligada ao sexo e sentimentos de afeto podem estar conectados ou serem confundidos com sentimentos sexuais.
Em outros relacionamentos, a intimidade tem mais a ver com momentos divididos pelos indivíduos do que interações sexuais. De qualquer forma, a intimidade está ligada com sentimentos de afeto entre parceiros em um relacionamento. Podem-se admitir divisões para a intimidade e não seria tão complexo como se pensa Na intimidade existem três dimensões: a dimensão pessoal- que abrange as vivências, a história pessoal, a comunicação e os estados humorísticos das pessoas, ou seja, tudo o que se refere ao ser humano como ser individual; a dimensão relacional- relacionada com os envolvimentos interpessoais, a relação, ou seja, tudo o que existe um contato com outro objeto ou pessoal e a dimensão universal - não se encontra fixa, pois a intimidade varia consoante o contexto espacial, temporal, ou histórico, cada uma com suas conotações próprias. A intimidade pode ser um tipo de mania, fobia ou normose para outros. A normose não é brincadeira. Ela estimula à inveja, a auto-depreciação, a ânsia de querer o que não se precisa. Você precisa de quantos pares de meia? Comparecer em quantas solenidades por mês? Pesar mais ou menos quilos até o verão chegar? Não é necessário fazer curso de nada para aprender a se desapegar de exigências fictícias. Um pouco de auto-estima basta. Pense nas pessoas que você mais admira: não são as que seguem todas as regras obviamente, e sim aquelas que desenvolveram personalidade própria e arcaram com os riscos de viver uma vida ao seu modo. Criaram o seu "normal" e jogaram fora a fórmula, não patentearam, não passaram adiante. O normal de cada um tem que ser original. Não adianta querer tomar para si as ilusões e desejos dos outros. É fraude. E uma vida fraudulenta faz sofrer demais. Façamos o que nos for mais conveniente lembrando que o nosso direito termina quando começa o do outro. Cabe a cada ser humano independente de cultura provar sua intimidade. O direito é inalienável e ser íntimo ou não é um ponto de vista.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E ACADÊMICO DA ALOMERCE



Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 13/09/2007
Código do texto: T651198
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2252 textos (820833 leituras)
1 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 21:54)
Paivinhajornalista