Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TEMPERO DO AMOR

   Se você fizesse tudo o que quero,  seria apenas a satisfação de desejos, e, como criança mimada que recebe sempre mais ainda do que pediu, eu logo me cansaria de sua companhia, do seu cheiro, da sua morada...  Estranho é esse limite de que precisamos mesmo numa relação amorosa,   onde a frustração parece ser um tempero bastante eficaz para manter o interesse   e evitar que um se torne apenas aquilo   que realmente é diante dos olhos do outro, um ser humano como outro qualquer,  que mesmo possuindo encantos diferenciados,
simpatia, mesmo sendo encantador e atraente, também tem seus momentos de simples mortal   que devem ser compensados com uma ocasional    indiferença, afastamento, para permitir ao outro sentir saudade daquilo que na verdade sempre  poderia estar à disposição.

 Entretanto, a dose não pode ultrapassar  certo limite, sob   o perigo de se tornar um veneno letal. Então aquilo que poderia funcionar como simples tempero para realçar alimentos  já tão conhecidos,  tornar-se-ia um instrumento de destruição.  Mas como já disse a Nina Horta, de alguma coisa havemos de morrer, de doença, acidente, de tiro e que eu saiba, de amor de verdade ninguém ainda morreu. A gente se despedaça chorando e logo mais abre a janela e não resiste a uma linda noite de lua cheia. Então estamos prontos pra outra...


tania orsi vargas
Enviado por tania orsi vargas em 13/09/2007
Reeditado em 06/04/2008
Código do texto: T651204
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
tania orsi vargas
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil
758 textos (51012 leituras)
4 áudios (519 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 07:01)
tania orsi vargas