Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não sei se é erótico. É só uma constatação

Desde sempre senti inquietação no meio das minhas pernas.
Nunca neguei e nem senti culpa.
Olhava-me no espelho e via minha pele morena e macia, meus quadris largos, minhas coxas grossas.
Ah, as coxas!!!!
Sempre imaginava o que teria no meio delas e se me agradaria!
A inquietação do meio das minhas coxas, refletia-se no meu olhar, no meu jeito de andar, no meu jeito de cruzar as pernas. Enfim no meu jeito de mulher, no meu cheiro de mulher.
Sempre gostei de brincar comigo, de me acariciar, de me enlouquecer, de me comer, de gozar e muito!!!!
E quando recebo visita no meio delas, é SEMPRE uma festa!!
Sempre atraí prá mim as pessoas que tinham o mesmo fogo, a mesma intensidade o mesmo despudor, os amorais, e gostei de cada um deles, tranquila e livremente.
Quantas manhãs, tarde e noites tive de pura vadiação e sacanagem, sem pecado, sem culpa.
Prá mim o sexo sempre foi a celebração do Amor.
Mas, não necessariamente o amor por outra pessoa (embora isso seja divino), mas o amor por você. O amor pelo teu corpo, pelo teu desejo, enfim simplesmente o amor por você!
Como é delicioso ser vulgar!
Como é delicioso ser refinada!
Como é gostoso seduzir!
Como é delicioso o tesão que eu sinto no meio das minhas pernas!
Todo o resto pulsa junto.
Inclusive a minha cabeça.
Vanda Sales
Enviado por Vanda Sales em 17/09/2007
Reeditado em 11/01/2008
Código do texto: T656281

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vanda Sales
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
37 textos (7039 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 19:14)
Vanda Sales