Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor... Sentimento indispensável
 
 Já escrevi sobre: “O Nosso combustível” Mas o amor não é apenas um combustível, ele é indispensável. Será que alguém pode viver feliz sem amor?

Alguém pode talvez, até conseguir ter uma vida confortável e sentir-se vitorioso por cada conquista, mas no fundo sentirá algo faltando.

Talvez uma inocência perdida, um abraço, um carinhoso, um cafuné, um colo. Ás vezes é melhor. “Viver só, do que mal acompanhado”. Mas isso não significa que temos que viver sempre assim?
 
O que faz com que certas pessoas saíam à procura de alguma mulher ou homem? É só sexo o que querem? Será que essas pessoas perderam a esperança de encontrar alguém especial?

O amor foi banalizado, se perdeu em tantas brigas, sacanagens e desencontros, bateu tanto a cabeça que se perdeu na ilusão, apostou, abriu o coração e só tomou porrada.

E quando resolveu se entregar a esse sentimento, ela já não estava mais lá, fica decepcionado e promete não amar mais ninguém.
 
Mas será que vai resolver se fechar, negar a possibilidade de viver uma das coisas mais incríveis desta existência?

Alguns saem correndo atrás de sua carreira, do sucesso da grana, confundem-se, achando que assim encontrará a felicidade.

Freqüenta academia, malha para ficar com aquele corpo escultural, sai nos fins de semana, procura alguém para usar e ser usado.
 
Quer um homem ou uma mulher a mais bonita (o) que lhe serve para cama e termina na mesma insatisfação de sempre. Não percebe que o orgasmo é muito mais maravilhoso, fantástico quando se está aberto, vulnerável, quando a graça é a beleza que está oculta, que nem sempre aparece nas perfeições das formas.
 
Mas isto só acontece para quem vai além do óbvio, para quem cultiva o que se esconde atrás da simples matéria. Há os que recuperam alguns valores essenciais, anda contra a corrente, na contramão de tanta insensibilidade.

Ficam mais brandos, admitem e reconhece que precisa de alguém ao seu lado, e diz o que se passa lá no fundo do coração, se aconchega em seus braços, recupera o sentido de cuidar e ser cuidado (a).

E então relembra o quanto o amor é indispensável e quanto tempo perdeu por não lhe dar valor e a sua devida importância.

07/ 07/ 2005
SBernardelli
Enviado por SBernardelli em 31/10/2005
Reeditado em 10/02/2014
Código do texto: T65774
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SBernardelli
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
912 textos (290067 leituras)
25 e-livros (11513 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:12)
SBernardelli