Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

       Na Coxia 

 
                 
     Rosa Pena



Ele não queria ser o protagonista na vida dela. Ele queria apenas ela. — Eu gostaria de ser só o seu corno! Já teve um corno antes? Não? Poucas merecem ter um corno como eu... Merde! E veja, eu não gostaria de ser seu corno enganado — o último a saber, você inventando mil desculpas pra diminuir sua culpa em relação a moi! Gostaria de ser seu corno orgulhoso; desfilar no meio das suas pernas, ostentando um imenso par de chifres; pior, bota masoquista nisso, eu gostaria de poder ser o seu corno, com você descaradamente me traindo com o seu futuro marido e eu ciente indecente da sua falta de juízo, sabendo que num piscar, sou largado, posto de lado, totalmente descartável! Será que dá pra entender? Entrar lá no fundão da minha alma com esse seu sonar/radar filho da puta que lê o Braille do meu sentir?

Esta foi a proposta mais decente e apaixonada que ela recebeu de um homem. Ser corno não é pra qualquer macho, não!

Ele ganhou, com este caco, o papel principal na vida dela. O noivo? Virou coadjuvante. Ficou bem no papel de corno inconsciente. 

 

 
livro UI
 (imagem   Corno/ artista nascido em Quebec  de estatura internacional)
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 01/11/2005
Reeditado em 03/11/2013
Código do texto: T65977
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1413814 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (28998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:14)
Rosa Pena

Site do Escritor