Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Curiosidade

     

Todo dia sobe aquela rua da Vila Mariana* com passos largos, firmes, rápidos. Todo dia.

Há vinte anos sobe a mesma rua com o mesmo passo apressado. As poucas árvores que restaram por ali o observam,  familiares.  A paisagem já nem o incomoda mais.

Bom, não é bem assim. Na verdade tem aquele prédio no meio do caminho. Sempre ele, com sua janela do segundo andar, escancarada, a mostrar de manhã até tarde da noite a coleção de troféus, taças e medalhas reluzentes e a gritar para toda a rua a sua importância.

As outras janelas, envergonhadas por não terem prêmio algum para mostrar, abrem-se de manhã e rapidamente cerram as cortinas. Calam-se diminuídas.

Toda vez que vai se aproximando  do prédio, diminui o passo e olha casualmente para aquela janela. Na cabeça as mesmas perguntas sem respostas - Quem será? Quem se esforçou tanto assim? Será que saiu nos jornais?

Já pensou até em parar e perguntar na portaria ou a algum vizinho sobre a janela do segundo andar.  Mas a pressa sempre camuflou a timidez, e assim, sempre tão apressado, nunca conseguiu parar e perguntar.

Há vinte anos, de segunda a sábado e algumas vezes aos domingos também, a janela teima  em lhe atiçar a curiosidade e realçar-lhe a timidez.  Na próxima vez, quem sabe?, pensa.

Hoje é terça-feira. Lá vem ele; passos firmes, rápidos. Parece que vai parar. Será...?

Diminui o passo, reluta, respira ofegante, parece ansioso, inseguro, nervoso.

Arrisca um olhar para a janela escancarada, se intimida, respira fundo, acende um cigarro e traga.
                           
Olha novamente para a janela, solta a fumaça, suspira.

Num dos apartamentos um cachorro late.  Numa das janelas um gato aparece e se espreguiça feliz.  Em alguma esquina um carro buzina e em seguida um ônibus acelera.

A fumaça o envolve.

Ele olha mais uma vez para a janela escancarada, aperta o passo e segue rumo à estação do metrô.

Da próxima vez, quem sabe...



*Bairro de São Paulo
vera abi saber
Enviado por vera abi saber em 15/03/2005
Código do texto: T6637
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
vera abi saber
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
118 textos (18186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:57)
vera abi saber